quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Curso de DIREITO a Distância (EaD): MEC inicia avaliação de oferta

A oferta do curso de Direito na modalidade Educação a Distância começou a ser avaliada pelo Ministério da Educação (MEC), segundo publicou o jornal Valor Econômico na última terça-feira (20/08). Pelo menos cinco instituições de ensino, que estavam pedindo permissão para abrir esse tipo de graduação, receberam nos últimos dias comunicado do MEC.



Siga o Castro Digital nas Redes Sociais:
 Instagram    Facebook    Twitter    WhatsApp .

Há mais de dez anos faculdades solicitam ao MEC a permissão para oferta do curso de Direito a distância. A demanda nunca foi atendida devido a uma pressão da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Mas agora o MEC sinalizou positivamente e avalia a possibilidade da oferta do curso de Direito on line (a distância). O governo federal informou que os pedidos para oferta do curso a distância haviam sido pré-selecionados e que os respectivos campi receberam visitas de avaliadores.

Veja também
10 cursos superiores a DISTÂNCIA na área da SAÚDE


No entanto, semana passada, representantes da OAB estiveram reunidos com o ministro da Educação, Abraham Weintraub, solicitando a suspensão de abertura de novas graduações em Direito, pelo prazo de cinco anos. Portanto, para quem sonha em fazer o curso de Direito a distância, ainda deve aguardar, por tempo indeterminado, o desenrolar da decisão por parte do MEC.

CADASTRE SEU WHATSAPP PARA RECEBER AVISOS DE NOVAS POSTAGENS
Clique aqui para se cadastrar (link só funciona pelo celular, vai abrir uma conversa no WhatsApp)


CADASTRE SEU E-MAIL PARA RECEBER AVISOS DE NOVAS POSTAGENS
Preencha seu e-mail abaixo, em seguida acesse seu e-mail e procure na sua caixa de entrada ou lixo/spam uma mensagem com o assunto Activate your Email Subscription to: Nova postagem no Castro Digital, abra e clique no link de confirmação.



COMENTE ESTA NOTÍCIA COM SEU PERFIL DO FACEBOOK OU SE PREFERIR, MAIS ABAIXO COM SEU PERFIL DO GOOGLE/BLOGGER - REGRAS: Os comentários devem ser relacionados com o assunto da matéria. Não é permitido comentário sem identificação. Todos os comentários são moderados previamente, por isso, não repita o mesmo comentário, pois ele só vai aparecer aqui após aprovação. Comentários com acusações e/ou palavras de baixo calão também serão imediatamente deletados e, se for o caso, o perfil pode até ser banido e não mais permitido que publique nenhum comentário. Também não é permitido comentário com nenhum tipo de publicidade ou com informação repetida que já consta na postagem.

0 comentários: