sábado, 6 de julho de 2019

PÓS-GRADUAÇÃO no exterior GRÁTIS ou paga, saiba como fazer

Fazer uma pós-graduação no exterior, grátis (com bolsa) ou paga, é a vontade de várias pessoas, porém, muitas vezes esse sonho parece inalcançável. Apesar disso, acredite: existem algumas maneiras de conseguir fazer seu curso lá fora (inclusive sem precisar pagar mensalidade nenhuma para isso em alguns casos).



Siga o Castro Digital nas Redes Sociais:
 Instagram    Facebook    Twitter    WhatsApp .

Pagando por isso

A primeira opção é juntar uma grana para pagar pela sua pós-graduação na faculdade de preferência. Os custos nesse caso podem ser bastante altos, ainda mais dependendo do país escolhido. Para se ter uma ideia, em uma universidade de ponta, como Harvard, Cambridge ou MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) uma pós-graduação ou um MBA pode chegar a US$ 90 mil por ano, fora gastos com alimento e moradia, por exemplo.

Vale dizer que faculdades em países que não estejam nos Estados Unidos ou no Reino Unido costumam ser bem mais em conta do que as que estão nesses locais. Ainda, também é importante pesquisar sobre a possibilidade de financiar as mensalidades, o que pode variar entre as instituições, mas costuma chegar até 20 anos.

Leia também:
4 qualidades dos profissionais brasileiros mais valorizadas no exterior
Saiba como escolher a pós-graduação perfeita

Pós-graduação grátis com bolsa

Também é possível encontrar a oportunidade perfeita para fazer sua pós-graduação no exterior com alguma bolsa de estudo oferecida por instituições nacionais ou internacionais. Exemplos delas são as fundações Lemman e a Estudar. Instituições estrangeiras como Fundación Carolina e Fullbright também oferecem esse mesmo tipo de bolsas de estudo.

Muitas universidades em vários países oferecem bolsas de estudo para seus cursos, abrindo a oportunidade para que alunos de outros países tentem uma vaga para estudar sem custos ou por um valor bem abaixo do normal.

Outro caso é o dos países em que o setor de ensino público é gratuito, como a França, Alemanha, Suécia, Eslovênia e Noruega. Nesse caso é necessário pesquisar as regras da faculdade escolhida que regulam sobre a entrada de alunos estrangeiros e, ainda, quais são os requisitos para a aprovação.

Lembre-se!

Além dos estudos é importante lembrar que você também terá gastos com alimentação, moradia e passeios porque ninguém é de ferro. A maioria dos países limitam as horas de trabalho por dia para quem está estudando, o que acaba diminuindo o seu ganho caso você esteja pensando em se bancar por lá dessa forma.

Vale lembrar também que, durante o processo seletivo, quase todas as universidades exigem um exame de proficiência na língua local, ou no inglês, para que o aluno possa acompanhar o conteúdo das aulas sem problemas.

Em inglês, os testes de proficiência mais comuns são o International English Language Testing System (IELTS), o Test of English as a Foreign Language (TOEFL) e o Test of English for International Communication (TOEIC).


Leia também:
Quais são os melhores cursos de inglês online?
Como melhorar seu inglês para viagem?


Já o teste de proficiência em espanhol mais comum é o é o DELE (Diploma de Espanhol como Língua Estrangeira), que é a prova oficial de avaliação do grau de fluência em espanhol, emitido e reconhecido pelo Ministério da Educação, Cultura e Esporte da Espanha. Validação de diploma? Como assim?

Outro ponto importantíssimo é entender como um diploma emitido no exterior pode ser validado no Brasil.

Atualmente não existem regras que definam essa questão para pós-graduações lato sensu (especialização e MBA), porém, o Ministério da Educação (MEC) define que as pós stricto sensu (Mestrado e Doutorado) sejam reconhecidas por universidades brasileiras credenciadas, pública ou privada. É importante que essas instituições tenham cursos de pós-graduação avaliados, autorizados e reconhecidos, na mesma área de conhecimento, em nível equivalente ou superior.


Leia também:
Qual é a diferença entre lato sensu e stricto sensu?
Pós-graduação a partir de R$ 79,00 mensais


Para fazer essa validação é necessário entrar com um requerimento de reconhecimento em uma instituição ensino superior do Brasil com as características citadas e pagar uma taxa referente ao custeio das despesas administrativas, a qual pode variar de instituição para instituição.

O prazo para a universidade se manifestar sobre o requerimento de reconhecimento de diplomas de Mestrado ou Doutorado por tramitação regular é de até 180 dias e por tramitação simplificada é de até 60 dias, a contar da data de entrega da documentação necessária.
_
Texto da Revista Quero Bolsa, parceira do Castro Digital.

CADASTRE SEU WHATSAPP PARA RECEBER AVISOS DE NOVAS POSTAGENS
Clique aqui para se cadastrar (link só funciona pelo celular, vai abrir uma conversa no WhatsApp)


CADASTRE SEU E-MAIL PARA RECEBER AVISOS DE NOVAS POSTAGENS
Preencha seu e-mail abaixo, em seguida acesse seu e-mail e procure na sua caixa de entrada ou lixo/spam uma mensagem com o assunto Activate your Email Subscription to: Nova postagem no Castro Digital, abra e clique no link de confirmação.



COMENTE ESTA NOTÍCIA COM SEU PERFIL DO FACEBOOK OU SE PREFERIR, MAIS ABAIXO COM SEU PERFIL DO GOOGLE/BLOGGER - REGRAS: Os comentários devem ser relacionados com o assunto da matéria. Não é permitido comentário sem identificação. Todos os comentários são moderados previamente, por isso, não repita o mesmo comentário, pois ele só vai aparecer aqui após aprovação. Comentários com acusações e/ou palavras de baixo calão também serão imediatamente deletados e, se for o caso, o perfil pode até ser banido e não mais permitido que publique nenhum comentário. Também não é permitido comentário com nenhum tipo de publicidade ou com informação repetida que já consta na postagem.

0 comentários: