terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Qual a diferença entre Advogado e bacharel em Direito?

Cursar uma faculdade de Direito não fará com que você possa trabalhar automaticamente como advogado logo que se formar. Ao contrário do que muita gente pensa, a graduação garante apenas que o aluno se torne bacharel na área, mas para advogar ainda é necessário alguns outros detalhes. Mas, afinal, qual a diferença na atuação dessas duas profissões?


Bacharel em Direito

Todas as pessoas que se graduam em Direito se tornam bacharéis na área. Basta que você consiga seu diploma depois de, pelo menos, cinco anos de faculdade, provas, leitura (muita leitura mesmo) e pronto! Apesar de haver uma dificuldade maior para entrar no mercado de trabalho, essa pessoa poderá atuar em algumas funções do mundo jurídico.

É possível, por exemplo, ser professor acadêmico e ministrar aulas em universidades e faculdades na área. Para isso, será necessário realizar um mestrado, doutorado ou, preferencialmente, pós-doutorado no campo desejado.

Leia também:
7 perguntas que todo estudante de Direito já ouviu
Teste Vocacional para Direito: descubra se tem perfil para o curso


O bacharel também poderá atuar como correspondente jurídico auxiliando outros colegas ou escritórios em questões administrativas. Apesar de não poder atuar como advogado principal de um processo, ele poderá comparecer em audiências e em despachos pessoais com juízes e desembargadores.

Ainda, o graduado também pode se tornar um jurista e trabalhe se dedicando à área acadêmica e de estudos do universo jurídico. Já pensou ter um livro seu indicado na bibliografia de uma faculdade?

Por fim, é possível que o bacharel atue no setor público ao ser aprovado em concursos que não exijam o registro como advogado ou atuação prévia nessa função.

Advogado

Até 1994 era apenas necessário que o bacharel em Direito registrasse o seu diploma na entidade de classe, ou seja, na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB, criada em 1930) para que ele já pudesse advogar. A partir daquele ano, porém, a instituição passou a exigir que todos aqueles que quisessem atuar como advogados (e que ainda não estivessem nessa área) prestassem uma prova.

Hoje o Exame da OAB é composto por duas fases, sendo a primeira geral (com 80 questões) e a segunda com foco em uma área do Direito escolhida pelo candidato (contendo uma peça processual e cinco questões dissertativas). Apenas passando nessa prova será possível advogar.

Leia também:
OAB premia 161 faculdades de Direito com selo de qualidade
12 áreas do Direito que estão em alta


Como advogado é possível, além de fazer o que o bacharel em Direito faz, também trabalhar como defensor principal em processos judiciais, abrir escritórios ou tornar-se sócio (ou associado) de um e prestar concursos que exijam experiência prévia na atividade. Além disso, vale lembrar que, atualmente, é comum que pessoas que tenham sido aprovadas na OAB consigam emprego mais tranquilamente.

Quer cursar Direito?

Então não faça errado perdão pela piadinha de tiozão e dê uma olhada nas bolsas de estudo disponíveis no Quero Bolsa. São centenas de descontos de até 75% em mais de 1.300 faculdades espalhadas por todo o Brasil.
________________________
Texto da Revista Quero Bolsa, parceira do Castro Digital.
CADASTRE SEU WHATSAPP PARA RECEBER AVISOS DE NOVAS POSTAGENS
Clique aqui para se cadastrar (link só funciona pelo celular, vai abrir uma conversa no WhatsApp)


CADASTRE SEU E-MAIL PARA RECEBER AVISOS DE NOVAS POSTAGENS
Preencha seu e-mail abaixo, em seguida acesse seu e-mail e procure na sua caixa de entrada ou lixo/spam uma mensagem com o assunto Activate your Email Subscription to: Nova postagem no Castro Digital, abra e clique no link de confirmação.



COMENTE ESTA NOTÍCIA COM SEU PERFIL DO FACEBOOK OU SE PREFERIR, MAIS ABAIXO COM SEU PERFIL DO GOOGLE/BLOGGER - REGRAS: Os comentários devem ser relacionados com o assunto da matéria. Não é permitido comentário sem identificação. Comentários feitos com conta Fake ou conta do Google do tipo Unknow (Desconhecido) não serão publicados. Todos os comentários são moderados previamente, por isso, não repita o mesmo comentário, pois ele só vai aparecer aqui após aprovação. Comentários com acusações e/ou palavras de baixo calão também serão imediatamente deletados e, se for o caso, o perfil pode até ser banido e não mais permitido que publique nenhum comentário. Também não é permitido comentário com nenhum tipo de publicidade.

0 comentários: