quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Alunos da UFMA de Bacabal protestam pedindo regularização de cursos - Acadêmicos se sentem lesados pela instituição

Os alunos da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), campus de Bacabal, dos cursos de Ciências Humanas e Ciências da Natureza, estão realizando uma série de protestos pedindo a regularização desses cursos. Os acadêmicos reclamam que, quando entraram na instituição, o projeto do curso era de uma forma e depois foi modificado prejudicando a maioria dos estudantes.

Leia até o final para entender a explicação detalhada do problema. Em seguida, comente o que você acha, com seu perfil do Facebook ou Google/Blogger.

A situação se agrava ainda mais porque, devido a essas mudanças, os cursos até agora estão apenas autorizado pelo Ministério da Educação (MEC). Os alunos que entraram em 2010, concluem seus estudos no final deste ano de 2013, e podem ser mais prejudicados, pois os cursos ainda não estão reconhecidos pelo MEC.

A principal reclamação dos estudantes é a seguinte: quando eles entraram no curso, o projeto original previa que poderiam se habilitar em qualquer uma das quatro áres do curso no próprio campus que estavam estudando. Assim, quem cursava Ciências da Natureza, poderia se habilitar em Matemática, Química, Física ou Biologia; quem cursava Ciências Humanas, poderia se habilitar em Sociologia, Filosofia, Geografia ou História.

A nova versão do projeto ainda prever que cada estudante escolha a área que quer se habilitar, porém com muito mais dificuldade, pois nesse novo projeto, cada campus deve oferecer apenas uma habilitação. Por exemplo, se o campus de Bacabal escolher a habilitação em Matemática para quem cursa Ciências da Natureza, os alunos que desejarem se habilitar numa das outras três áreas, terão que se deslocar para o campus que ofereça a área desejada.

No projeto, não há previsão de oferecer hospedagem e nem alimentação para estes alunos que deveriam concluir seus estudos em outros campi. E mais, como já afirmado acima, essas mudanças podem lesar principalmente os alunos concludentes de 2013. Depois de concluir o curso, sem o reconhecimento do MEC, ninguém pode receber diploma, assim é a mesma coisa que nunca ter estudado nada.

Os alunos do campus de Bacabal da UFMA estão realizando protestos e paralizações desde a noite da última segunda-feira (4). A situação engloba também os alunos dos mesmos cursos nos outros campi da UFMA do interior do Maranhão, que também estão se unindo nesse protesto. As manifestações estão acontecendo de forma pacífica, os estudantes estão apenas lutando por seus direitos, atitude apoiada pelo Portal Castro Digital.

A comissão de protesto elaborou um documento, que pode ser lido na íntegra mais abaixo. As paralisações têm o objetivo principal de chamar a atenção da direção da UFMA, principalmente do reitor Natalino Salgado, para que o problema seja resolvido o mais rápido possível. E enquanto essa solução não aparecer, segundo os alunos, os protestos devem continuar.

TEXTO ELABORADO POR COMISSÃO DE ALUNOS DOS CURSOS DE CIÊNCIAS HUMANAS E CIÊNCIAS DA NATUREZA DA UFMA

Quando entramos na universidade tínhamos a possibilidade de nos formarmos na área que desejávamos, dentro do Curso Escolhido (Ciências Humanas/Ciências Naturais). Hoje, com a reformulação, teremos que engolir a área mais votada pelo Campus. Ex.: 120 alunos votaram: 31 em Geografia; 30 em Sociologia; 30 em História e 29 em Filosofia. Então, a área que seremos habilitados será Geografia, mas se observarmos bem, 89 pessoas (maioria do Campus) escolheram outra área e esses não terão escolha. Essa situação é inaceitável, injusta e no mínimo imoral.

Imaginem você ou seu filho sendo aprovados em Direito na perspectiva de ser um Advogado, mas nos últimos períodos a Universidade muda o projeto e com a mudança acontecerá uma eleição interna e você só poderá ser habilitado a exercer essa profissão se for a mais votada, caso contrário terá que abandonar o seu sonho para se formar no que for decidido por outros. O que você faria?

Aos dias 04 de fevereiro de 2013 às 19h02min em Assembleia Geral, os estudantes do Campus III da UFMA – Bacabal, reuniram-se para discutir os problemas dos cursos de Ciências Humanas e Ciências Naturais, bem como todo processo inerente à interiorização da Universidade Federal do Maranhão. Deliberou-se que a partir desse dia os estudantes paralisarão suas atividades e só voltarão quando a PROEN (Pró Reitoria de Ensino) retornar ao Campus, juntamente com o Magnífico Reitor Dr. Natalino Salgado Filho e/ou, seja proporcionado um fórum com os demais Campi para juntos dialogarmos, no intuito que haja de forma mais efetiva deliberações que favoreçam os anseios e expectativas da nossa formação acadêmica e profissional.

Comando de Paralisação



 
COMENTE ESTA NOTÍCIA COM SEU PERFIL DO FACEBOOK OU SE PREFERIR, MAIS ABAIXO COM SEU PERFIL DO GOOGLE/BLOGGER - REGRAS: Não é permitido comentário sem identificação. Comentários feitos com conta Fake ou conta do Google do tipo Unknow (Desconhecido) não serão publicados. Todos os comentários são moderados previamente, por isso, não repita o mesmo comentário, pois ele só vai aparecer aqui após aprovação. Comentários com acusações e/ou palavras de baixo calão também serão imediatamente deletados e, se for o caso, o perfil pode até ser banido e não mais permitido que publique nenhum comentário. Também não é permitido comentário com nenhum tipo de publicidade.

Um comentário: