sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

No Maranhão, redes substituem ambulâncias no transporte de doentes

A população do Maranhão tem que rezar todo dia para não adoecer, porque se isso acontecer... Não importa se mora na cidade ou zona rural, a falta de assistência na saúde é geral. Quem mora na zona urbana, ao adoecer, tem que gastar o que não tem para se deslocar até Teresina, capital do Piaui.

Mas quem mora na zona rural, a situação, em casos de doença é ainda pior, antes de sair do estado, têm que chegar à cidade mais próxima, aí há um grande empecilho. Em pleno século XXI, acontece uma situação, que vem desde os primórdios e já não deveria mais existir: o transporte de pacientes em redes de dormir por estradas cheias de lama e sem a mínima condição de trafegar uma ambulância.

É o que mostra a imagem abaixo que ilustra este artigo. Uma foto tirada há alguns dias na estrada que dá acesso à cidade de Marajá do Sena, interior do Maranhão. Na imagem, vemos um paciente sendo transportado numa rede de dormir, presa a um tronco de árvore e dois homens apoiando. Ao lado, mais um grupo de homens, para fazer o revezamento quando os dois cansarem.

Imagens como esta são bastante comuns em diversas regiões da zona rural. No caso desta, ainda estamos nas primeiras semanas do período chuvoso deste ano de 2012, imaginem quando as chuvas se intensificarem ainda mais, os igarapés ficarem cheios, os açudes quebrarem a parede inundando estradas, etc.

Parte do acesso à cidade de Marajá do Cena é feito pela Rodovia MA 008, que há anos começou a ser construída, mas nunca terminou, porque sempre os políticos dão um jeito de desviar os recursos. A situação atual da estrada é mostrada numa reportagem especial cujo link está abaixo.
Estrada fantasma Paulo Ramos - Arame, rodovia MA 008 - veja as fotos

Será se é só aqui no Maranhão que as redes de dormir substituem as ambulâncias no transporte de pacientes? O que você acha dessa situação? Comente abaixo com seu perfil do Facebook ou do Google/Blogger.

IMAGEM - No Maranhão, redes substituem ambulâncias no transporte de doentes
COMENTE ESTA NOTÍCIA COM SEU PERFIL DO FACEBOOK OU SE PREFERIR, MAIS ABAIXO COM SEU PERFIL DO GOOGLE/BLOGGER - REGRAS: Não é permitido comentário sem identificação. Comentários feitos com conta Fake ou conta do Google do tipo Unknow (Desconhecido) não serão publicados. Todos os comentários são moderados previamente, por isso, não repita o mesmo comentário, pois ele só vai aparecer aqui após aprovação. Comentários com acusações e/ou palavras de baixo calão também serão imediatamente deletados e, se for o caso, o perfil pode até ser banido e não mais permitido que publique nenhum comentário. Também não é permitido comentário com nenhum tipo de publicidade.

0 comentários: