O que você está procurando neste site? Faça uma PESQUISA na caixa abaixo:

Albinos são mortos na África para rituais de feitiçaria

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Albinos são pessoas com ausência de melanina - pigmentação que dá cor à pele, por isso têm a pele branca, assim como eu e tantos outros(as).
Na africa os albinos são mortos para rituais de feitiçria. Ainda bem que não moro lá, aqui sou alvo apenas de discriminação, o que não deixa de ser ruim. Veja o vídeo abaixo e depois clique em ler postagem completa para ver a tradução.


O presidente da Tanzânia, Jakaya Kikwete, recebeu  centenas de albinos que protestavam contra a matança de integrantes de sua comunidade para rituais de feitiçaria. Os organizadores da manifestação na capital comercial do país, Dar es Salaam, disseram que têm o objetivo de pressionar o governo para adotar medidas para proteger a sua comunidade.

Cerca de 30 albinos - alguns, bebês - foram mortos desde novembro do ano passado e partes de seus corpos foram usadas em poções de feiticeiros, que dizem que elas têm poder para tornar as pessoas ricas.

Entre os fregueses dos feiticeiros estão empresários locais, mineiros e pescadores.

O fato de o presidente ter se encontrado publicamente com os manifestantes mostra a seriedade da situação. Há muito tempo há preconceito contra albinos na Tanzânia e em outras partes da África, mas matanças para rituais nessas proporções é um fenômeno novo.

A polícia prendeu mais de 45 pessoas em conexão com as mortes, mas até agora ninguém foi levado a julgamento.

Curandeiro
Muitas das mortes ocorrem na região de Mwanza, na margem sul do Lago Vitória.

No começo do ano, uma reportagem da BBC no país enviou um homem disfarçado como um "cliente" para procurar um dos curandeiros e descobrir como funciona o esquema das poções.

O curandeiro disse ao "cliente" em potencial que partes do corpo de albinos poderiam ser obtidas sem dificuldades, mas a um preço.

A polícia está investigando estas alegações. Apesar disso, as investigações sugerem que alguns policiais podem estar envolvidos no tráfico de órgãos e poderiam estar sendo pagos para não investigar estes crimes.

Segundo a Associação de Albinos da Tanzânia, apesar de apenas 4 mil albinos estarem oficialmente registrados no país, o número real poderia chegar a 173 mil. O governo ordenou um censo para verificar os dados sobre a população albina no país.

TRADUÇÃO DO VÍDEO:

NARRADORA: Quando Joyce Luhahauala deu a luz a um bebê branco com cabelos dourados, sua família e comunidade ficaram chocadas e perplexas, mas disseram a ela que um bebê albino era uma benção de Deus. Agora, contudo, sua benção jaz em uma sepultura. Sua filha foi morta quando homens invadiram sua casa, cortaram-lhe as pernas e fugiram com elas.

JOYCE: Ouvíramos falar a respeito de albinos sendo mortos, mas jamais imaginávamos que isso aconteceria em nossa família. Entretanto, minha filha tinha medo ,estava apavorada. Estava triste porque sabia que algo podia acontecer a ela.

NARRADORA: Pelo menos 25 albinos foram mortos na Tanzânia nos últimos 18 meses. Este vídeo chocante mostra o resultado de um desses assassinatos. Muitos albinos agora são forçados a andar em grupo porque estão com medo de serem capturados por comerciantes de partes de corpos de albinos. A causa dos assassinatos repousa na crença arraigada em algumas partes da Tanzânia, de que albinos trazem riqueza e sucesso instantâneos, quando usados em poções feitas por curandeiros. Isso ocorre particularmente na indústria pesqueira, onde muitos acreditam que se você colocar o cabelo de um albino na rede, a cor dourada e brilhante atrairá mais peixes.

Hassan Mwita nega envolvimento na matança de albinos, mas alega conhecer gente que se tornou milionária da noite para o dia.

HASSAN: Um amigo procurou um curandeiro que lhe disse que se quisesse melhorar o seu negócio, teria que matar um albino. Ele o fez, e, em alguns dias, ganhou um dinheirão. Antes, ele era um quebrado.

NARRADORA: A polícia da Tanzânia está fazendo o possível para acabar com esses crimes, mas muitas testemunhas preferem o silêncio.

MRISHO CHABO (policial): Às vezes, as pessoas são muito reticentes. Quando o assassinato acontece, elas permanecem em silêncio. Mas, depois de um tempo começam a falar:” Ah, alguém que conheço está matando albinos.”

REPÓRTER: Estas são algumas evidências que a polícia confiscou de pessoas suspeitas de curandeirismo. Estas garrafas contêm diferentes tipos de pó, que a polícia chama de “medicamentos locais”. Aqui temos a pele de um gato. E nesta sacola, o cabelo de um albino. Tudo isso será usado como evidência no tribunal.

NARRADORA: Al Shaymaa Kwegyir, membro do Parlamento, é a albina mais conhecida do país. Ela encabeça um movimento para dirimir o mito de que albinos possuem poderes mágicos.

AL SHAYMAA: O Presidente me nomeou para ajudar todos os deficientes, mas principalmente os albinos. [O objetivo é] tentar educar as pessoas sobre os albinos, que são seres humanos e precisam de direitos iguais, como todo mundo.

NARRADORA: Contudo, esses esforços não são suficientes para assegurar à Joyce que sua filha agora descansará em paz. Seus restos mortais jazem em uma sepultura anônima porque ela está convencida de que os agressores voltarão para pegar o que deixaram para trás.

Traduzido por Dr. Albee.

Fonte: Albino Incoerente.

3 comentários:

  1. Eh isso ai, Castro, quanto mais a gente espalhar essas coisas, melhor.
    Com relacao aquela troca de banners que voce propos, acho otimo, soh nao sei como fazer pq sou semi-analfabeto digtal jahahahahaha

    ResponderExcluir
  2. tava na navegando na net e cheguei aki...
    isso.. é horrivel. quanta gnt burra tem nesse mundo.. e quantos inocentes morrem por crendices idiontas...
    parabens pela noticia que nao vemos na tv brasileira

    ResponderExcluir
  3. quanta gente entupida no mundo.
    na tanzania matam albinos para feitiçaria.
    na nigeria evangélicos matam criança pq acham estejam estao enfeitiçadas so loko.

    a propósito seria tanzania em nao africa assim fosse generaliza.
    ja que em muitos países africanos nascem albinos e o tratamento e igual a dos outros

    ResponderExcluir

VER CURRÍCULO LATTES

Desde fev/09, já publiquei notícias e você e/ou outros internautas já fizeram comentários. Obrigado pelo acesso ao site e volte sempre.

  ©Castro Digital | Bacabal - MA - Todos os direitos reservados.

Topo