terça-feira, 24 de novembro de 2015

Literatura Marginal e a formação do pensamento crítico - Por Welyson Lima*

Uma nova vertente artístico-literária tem surgido e conquistado cada vez mais espaço por denunciar problemas e valorizar a solidariedade existente nas periferias. Trata-se da Literatura Marginal. Literatura Marginal é um projeto dos escritores de regiões periféricas, que denominam seu trabalho desta maneira por, segundo eles, “dar voz” aos grupos excluídos da sociedade e tendo como objetivo formar pensamento crítico. Esses autores têm importante atuação cultural nas comunidades.

► COMPARTILHE NO FACEBOOK
► COMPARTILHE VIA WHATSAPP

No entanto, a Literatura Marginal de agora, não foi a mesma de outrora. Principalmente em relação à que surgiu nos anos 70. Nesse período, os autores eram pessoas da classe média e alta, que falavam sobre seu cotidiano de modo irônico. Já na atualidade, o projeto dos escritores da literatura marginal se volta a valorizar e conceder oportunidades para aqueles que são destituídos da inserção social, isto é, os excluídos socialmente.


As temáticas abordadas por esses autores são inúmeras e variam muito. Por exemplo: denunciam a violência - principalmente a policial -, o alcoolismo nas famílias, a força do tráfico e a falta de perspectiva dos jovens. Por outro lado, buscam valorizar aspectos positivos da periferia, como solidariedade, o modo de falar e as gírias características, além das manifestações culturais que surgiram e constantemente surgem nesses lugares.

É necessário esclarecer que a própria expressão 'literatura marginal' foi escolhida por alguns escritores de periferias das grandes cidades brasileiras, cuja produção tem crescido e começa a ter algum destaque em diferentes espaços. Três escritores da periferia de São Paulo são considerados representativos dessa nova geração de “escritores marginais”, quais sejam: Ferréz, Sérgio Vaz e Sacolinha.

QUEM SÃO?

Aos 31 anos, Ferréz conseguiu chegar ao grande circuito editorial, com cinco livros publicados. O primeiro, “Capão Pecado”, é considerado um best-seller e já foi lançado até na Europa. O autor é o único que atinge dois públicos diferentes: o de classe média e alta, que tem contato com ele em eventos como a Bienal do Livro ou a Feira Literária de Paraty, e o público dos bairros de periferia, que encontra o escritor nos Centros Educacionais Unificados (CEU em São Paulo, por exemplo.

Sérgio Vaz, com 42 anos, tem quatro livros publicados e ficou conhecido pelos Saraus que organiza na Zona Sul da cidade. Já Sacolinha, pseudônimo de Ademiro Alves, tem 23 anos e criou, em 2002, o projeto “Literatura no Brasil”, que veio a tornar-se uma Associação Cultural. Além de produzir uma revista especializada com o mesmo nome, “a Literatura no Brasil” realiza fanzines e concursos literários.

PENSAMENTO CRÍTICO

Além da denúncia, o objetivo desses escritores é formar pensamento crítico. Buscam com isso, assemelhar-se muito ao rap e ao hip hop ideológico nesse sentido. Por isso, para eles, é importante não dissociar a literatura da atuação cultural. Um fator importante a se considerar é o de que esse tipo de abordagem literária e temática já virou linha de pesquisa de muitos professores e pesquisadores da área das Letras, haja vista que a análise dessa literatura marginal exige que alguns parâmetros críticos sejam revistos, porque os textos destoam do padrão tido como culto, abusando do uso de gírias da periferia e com regras próprias de concordância, plural e ortografia, a saber.
_________________________________
*Welyson Lima é graduado em Letras pela Universidade Estadual do Maranhão (UEMA).

CADASTRE SEU WHATSAPP PARA RECEBER AVISOS DE NOVAS POSTAGENS
Clique aqui para se cadastrar (link só funciona pelo celular, vai abrir uma conversa no WhatsApp)


CADASTRE SEU E-MAIL PARA RECEBER AVISOS DE NOVAS POSTAGENS
Preencha seu e-mail abaixo, em seguida acesse seu e-mail e procure na sua caixa de entrada ou lixo/spam uma mensagem com o assunto Activate your Email Subscription to: Nova postagem no Castro Digital, abra e clique no link de confirmação.



COMENTE ESTA NOTÍCIA COM SEU PERFIL DO FACEBOOK OU SE PREFERIR, MAIS ABAIXO COM SEU PERFIL DO GOOGLE/BLOGGER - REGRAS: Os comentários devem ser relacionados com o assunto da matéria. Não é permitido comentário sem identificação. Comentários feitos com conta Fake ou conta do Google do tipo Unknow (Desconhecido) não serão publicados. Todos os comentários são moderados previamente, por isso, não repita o mesmo comentário, pois ele só vai aparecer aqui após aprovação. Comentários com acusações e/ou palavras de baixo calão também serão imediatamente deletados e, se for o caso, o perfil pode até ser banido e não mais permitido que publique nenhum comentário. Também não é permitido comentário com nenhum tipo de publicidade.

0 comentários: