segunda-feira, 6 de maio de 2013

Professores de Bacabal em greve realizam passeata pelas ruas da cidade

Os professores de Bacabal em greve, pertencentes à rede estadual de ensino do Maranhão, realizaram uma passeata pelas ruas do centro da cidade na manhã desta segunda-feira (6). O ato foi organizado pela delegacia regional do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma).

A greve começou há duas semanas, os professores lutam por melhoria nas unidades de ensino, pela implantação de um Plano Estadual de Educação – o Maranhão é dos poucos estados do Brasil que ainda não tem diretrizes para a educação.

Lutam também pela aprovação do Estatuto do Educador, cujo projeto está nas mãos do governo do Estado há alguns anos. Nas últimas reuniões de negociação, o governo anunciou que não aceitará a redução da jornada de trabalho dos professores que atingirem 50 anos de idade e mais de 20 de serviço na educação. A redução da jornada é um dos direitos pleiteados pelos educadores na proposta de estatuto e que já foi adquirido há anos.

O Sinproesemma alerta a sociedade que a educação é uma causa de todos e que o desenvolvimento do estado depende de uma boa educação pública, que envolve a valorização dos profissionais que atuam na área.




CADASTRE SEU WHATSAPP PARA RECEBER AVISOS DE NOVAS POSTAGENS
Clique aqui para se cadastrar (link só funciona pelo celular, vai abrir uma conversa no WhatsApp)


CADASTRE SEU E-MAIL PARA RECEBER AVISOS DE NOVAS POSTAGENS
Preencha seu e-mail abaixo, em seguida acesse seu e-mail e procure na sua caixa de entrada ou lixo/spam uma mensagem com o assunto Activate your Email Subscription to: Nova postagem no Castro Digital, abra e clique no link de confirmação.



COMENTE ESTA NOTÍCIA COM SEU PERFIL DO FACEBOOK OU SE PREFERIR, MAIS ABAIXO COM SEU PERFIL DO GOOGLE/BLOGGER - REGRAS: Os comentários devem ser relacionados com o assunto da matéria. Não é permitido comentário sem identificação. Comentários feitos com conta Fake ou conta do Google do tipo Unknow (Desconhecido) não serão publicados. Todos os comentários são moderados previamente, por isso, não repita o mesmo comentário, pois ele só vai aparecer aqui após aprovação. Comentários com acusações e/ou palavras de baixo calão também serão imediatamente deletados e, se for o caso, o perfil pode até ser banido e não mais permitido que publique nenhum comentário. Também não é permitido comentário com nenhum tipo de publicidade.

Um comentário:

  1. Os professores têm mesmo que lutar por seus direitos, porque é uma vergonha o que o governo do estado está fazendo, tamanha é a desvalorização.Apoio a causa e espero que as autoridades tomem providências eficazes e que realmente beneficie a classe que é uma das mais importantes do mundo..

    ResponderExcluir