domingo, 19 de abril de 2015

Somos todos índios: está na nossa história, no sangue, na vida - Por Cristiane Lopes*

No dia 19 de Abril é comemorado o Dia do Índio, essa data foi criada em 1943, por Getúlio Vargas, através de um decreto. Os aborígenes têm uma história sofrida, uma cultura riquíssima e peculiaridades admiráveis.

COMPARTILHE NO FACEBOOK

Os índios viviam sua rotina no Brasil, até que, em 1500, após a chegada dos portugueses, a vida dos índios mudou completamente. A princípio foi amigável, mas com o tempo os portugueses impuseram um processo de aculturação aos índios, além disso, ocorreu ainda a exploração e a tentativa de escraviza-los, esta não deu certo, pois os índios eram vistos como preguiçosos e não serviam para o trabalho árduo imposto pela coroa portuguesa.


A cultura indígena é riquíssima! Eles possuem uma língua específica de acordo com cada tribo, vestimentas, alimentação, artesanato, danças, hábitos de vida... Enfim, a cultura indígena é linda, cheia de peculiaridades, curiosidades, tanto que até hoje é comum nos depararmos com documentários, matérias e livros a respeito da cultura deles.

Se antigamente os índios sofreram com aculturação, exploração e tentativa de escravidão, hoje eles ainda sofrem, principalmente em relação à demarcação de terras; é comum vermos manifestações deles clamando pela preservação de suas terras, contra leis que irão prejudica-los e por seus direitos. A FUNAI (Fundação nacional do Índio), alguns políticos e celebridades são fieis na luta dos índios, mesmo assim eles são derrotados em diversas vezes, no entanto nunca desistem de lutar pela preservação de tudo que é relativo à cultura/vida deles.

Os brasileiros, sim, todos eles, deveriam comemorar o Dia do Índio, exaltar a cultura e ter orgulho de tudo que eles representam para o Brasil, afinal, somos todos índios. Podemos não falar tupi, não usar cocar, não fazer dança da chuva ou pintar o corpo com urucum, porém somos indígenas por natureza, está na nossa história, no sangue, na vida.
________________________
*Cristiane Lopes é acadêmica de Pedagogia no campus de Bacabal da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA).

COMENTE ESTA NOTÍCIA COM SEU PERFIL DO FACEBOOK OU SE PREFERIR, MAIS ABAIXO COM SEU PERFIL DO GOOGLE/BLOGGER - REGRAS: Não é permitido comentário sem identificação. Comentários feitos com conta Fake ou conta do Google do tipo Unknow (Desconhecido) não serão publicados. Todos os comentários são moderados previamente, por isso, não repita o mesmo comentário, pois ele só vai aparecer aqui após aprovação. Comentários com acusações e/ou palavras de baixo calão também serão imediatamente deletados e, se for o caso, o perfil pode até ser banido e não mais permitido que publique nenhum comentário. Também não é permitido comentário com nenhum tipo de publicidade.

0 comentários: