sexta-feira, 4 de abril de 2014

Fim da greve 2014 dos policiais e bombeiros militares do Maranhão com intermediação de políticos interessados em votos

A greve 2014 dos policiais e bombeiros militares do estado do Maranhão terminou no início da noite desta sexta-feira (4) após uma reunião entre representantes da categoria e do Governo do Maranhão. A greve durou nove dias, com início dia 26 de março. Os militares voltam ao trabalho já nas primeiras horas deste sábado (5).

Compartilhe no Facebook


Durante a greve os manifestantes ocuparam parte da Câmara Municipal de São Luís, reivindicando melhorias como reajuste salarial de 12%, carga horária de 40 horas semanais, aplicação do código de ética e livre promoção. No interior do estado, os militares paralisaram suas atividades nos batalhões de cidades como Caxias, Pindaré, Barra do Corda, Timon e Bacabal.

Dentre os pontos acordados na negociação estão a anistia aos integrantes do movimento, com o abono de faltas; a proposição de um projeto de lei na Assembleia Legislativa que prevê um novo escalonamento vertical da categoria; e o estabelecimento de uma carga horária de 40 horas semanais de trabalho. Os policiais também se comprometeram a desocupar o estacionamento da Câmara de São Luís, onde estavam acampados.

A íntegra do documento que estabelece o acordo pode ser lido na imagem abaixo. E como podem perceber, por se tratar de ano eleitoral, diversos políticos no meio se dizendo preocupados com os militares, enquanto na verdade, em tempos anteriores não se preocuparam com a situação, apenas estão atrás de garantir seus votos.

COMENTE ESTA NOTÍCIA COM SEU PERFIL DO FACEBOOK OU SE PREFERIR, MAIS ABAIXO COM SEU PERFIL DO GOOGLE/BLOGGER - REGRAS: Não é permitido comentário sem identificação. Comentários feitos com conta Fake ou conta do Google do tipo Unknow (Desconhecido) não serão publicados. Todos os comentários são moderados previamente, por isso, não repita o mesmo comentário, pois ele só vai aparecer aqui após aprovação. Comentários com acusações e/ou palavras de baixo calão também serão imediatamente deletados e, se for o caso, o perfil pode até ser banido e não mais permitido que publique nenhum comentário. Também não é permitido comentário com nenhum tipo de publicidade.

0 comentários: