sexta-feira, 21 de março de 2014

Prefeito Zé Alberto paga cerca de R$ 700 mil por mês de dívidas deixadas por ex-prefeito Lisboa

Que o atual prefeito de Bacabal recebeu o município em situação degradante isso não é segredo para ninguém. Setores como saúde, educação e principalmente infraestrutura, lembravam sem exagero nenhum, mais uma cidade fantasma. Hospitais e Postos de Saúde fechados, crianças sem acesso a merenda escolar e ruas esburacadas.

Compartilhe no Facebook


A primeira medida do novo governo foi reabrir o Socorrão que havia fechado o mês de dezembro de 2012 sem nenhuma internação. As UBS Unidades Básicas de Saúde que também estavam desativadas foram reabertas gradativamente. Atualmente 22 UBSs espalhadas pela cidade e zona rural atendem a população.

Por falta de prestação de contas da gestão anterior, os alunos da rede municipal de ensino que passaram oito anos sem o acesso regular à merenda, quase ficaram sem o alimento no primeiro ano do mandato de Zé Alberto. Uma força Tarefa foi criada com o apoio do Sindicato dos Educadores, Conselho da Merenda Escolar e o deputado federal Alberto Filho que juntos conseguiram normalizar a situação em Brasília.

Mas o pior ainda estava por vir. Ao mergulhar nas finanças da prefeitura, a equipe do novo governo se deparou com uma situação desesperadora. O ex-prefeito Raimundo Lisboa deixou um débito exorbitante, obrigando a atual gestão a parcelar as dívidas para poder ter acesso aos recursos destinados ao município.

Para se ter uma ideia da irresponsabilidade do ex-gestor que hoje patrocina manifestações contra o governo de Zé Alberto, só com o INSS o débito supera a casa dos R$ 40 milhões.

Somados ao débito referente ao não recolhimento do PASEP dos servidores, o pagamento de CONSIGNADOS, folha de pagamento em atraso referente aos últimos 6 meses de 2012, débitos com a CEMAR, dividas trabalhistas, precatórios e empréstimos junto às instituições financeiras, o Governo Agora Sim está sendo obrigado a desembolsar cerca de R$ 700 mil por mês. Dinheiro que poderia está sendo aplicado em saúde, educação e principalmente infraestrutura.

Diante de tantas irregularidades, o atual prefeito de Bacabal Zé Alberto Veloso determinou que fosse impetrada ações de improbidade administrativa e representações criminais junto ao Ministério Público Federal contra Raimundo Lisboa.
____________________
Informações e redação: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Bacabal.

COMENTE ESTA NOTÍCIA COM SEU PERFIL DO FACEBOOK OU SE PREFERIR, MAIS ABAIXO COM SEU PERFIL DO GOOGLE/BLOGGER - REGRAS: Não é permitido comentário sem identificação. Comentários feitos com conta Fake ou conta do Google do tipo Unknow (Desconhecido) não serão publicados. Todos os comentários são moderados previamente, por isso, não repita o mesmo comentário, pois ele só vai aparecer aqui após aprovação. Comentários com acusações e/ou palavras de baixo calão também serão imediatamente deletados e, se for o caso, o perfil pode até ser banido e não mais permitido que publique nenhum comentário. Também não é permitido comentário com nenhum tipo de publicidade.

2 comentários:

  1. A auditoria nas contas do Lisboa, proposta pelo vereador Fernando Sousa não foi aprovada pela câmara! Agora ele quer acionar o MP? Eu acho é graça!

    ResponderExcluir
  2. Rapaz esse Lisboa não é nem para passar mais na frente da prefeitura.

    ResponderExcluir