domingo, 16 de fevereiro de 2014

Preso Eduardo Facundes da Eletromil que lesou consumidores em diversos estados do Brasil

O empresário Eduardo Fernandes Facundes foi preso no estado do Piauí. Ele é foragido da justiça há cerca de dois anos após ter sua prisão decretada por crime de estelionato. Através da loja Eletromil, que atuava no sistema de compra premiada, ele deu golpe em clientes do Maranhão, Piauí e outros estados. Ele foi preso no sábado (15) por uma equipe comandada pelo delegado Rilmar Firmino.

Compartilhe no Facebook


A prisão foi decretada pela juíza Giovana de Cássia dos Santos de Oliveira, da 4ª Vara Penal de Castanhal - PA.
Também foi determinada prisão dos demais acusados no esquema, a esposa e o filho dele, respectivamente Maria Sailene Gomes Facundes e Eduardo Fernandes Facundes Júnior, além da diretora comercial da empresa, Ana Cristina Gomes de Lima, esta última que já estava presa. O filho também foi preso junto com o pai. Eles foram encaminhados para a capital Belém.

A empresa MS Gomes Facundes (Eletromil), criada na década de 1990, comercializava produtos através da modalidade conhecida como compra premiada. Eram formados grupos de pessoas e todo mês havia sorteios, quem fosse sorteado recebia o produto e não precisava pagar mais nada.

Mas a partir de um certo tempo, os produtos não foram mais entregues. Milhares de pessoas foram lesadas e começaram a procurar os órgãos competentes e a justiça para tomar as providências. Centenas de processos judiciais contra Eletromil foram arquivados por causa da decretação de falência da empresa. No entanto, Eduardo e sua família embolsaram o dinheiro (milhões de reais) e fugiram, ou seja, fica claro que a empresa não faliu, pois os clientes, com o objetivo de adquirir seus bens, pagavam as prestações rigorosamente em dia.

Com a prisão desse estelionatário, fica a pergunta dos consumidores: o dinheiro vai ser devolvido?

Matéria atualizada:
Clique aqui e veja os detalhes da prisão do Eduardo da Eletromil


COMENTE ESTA NOTÍCIA COM SEU PERFIL DO FACEBOOK OU SE PREFERIR, MAIS ABAIXO COM SEU PERFIL DO GOOGLE/BLOGGER - REGRAS: Não é permitido comentário sem identificação. Comentários feitos com conta Fake ou conta do Google do tipo Unknow (Desconhecido) não serão publicados. Todos os comentários são moderados previamente, por isso, não repita o mesmo comentário, pois ele só vai aparecer aqui após aprovação. Comentários com acusações e/ou palavras de baixo calão também serão imediatamente deletados e, se for o caso, o perfil pode até ser banido e não mais permitido que publique nenhum comentário. Também não é permitido comentário com nenhum tipo de publicidade.

Um comentário:

  1. A policia paraense está de parabéns, agora resta saber se a justiça vai fazer sua parte e obrigar a esses safados a devolver o dinheiro de suas vítimas!

    ResponderExcluir