domingo, 23 de fevereiro de 2014

José Dirceu e a população à espera de um milagre no mundo político - Por Cristiane Lopes*

José Dirceu de Oliveira e Silva poderia ser lembrado sempre como um líder estudantil que lutou contra o Regime Militar brasileiro ou um político emblemático e crucial na caminhada vitoriosa do PT. No entanto, isso não será possível, pois com tantos escândalos nos quais esteve envolvido, torna-se quase impossível não ser mais um dos milhares de heróis políticos às avessas.

Compartilhe no Facebook


O que levou Dirceu a cavar seu próprio buraco negro no cemitério político brasileiro?

Podemos citar diversos motivos, mas a resposta mais plausível é: interesse econômico.

Simplesmente Dirceu era Ministro-chefe da Casa Civil no governo do então presidente Lula, tinha tanto poder e influência em mãos que foi apelidado de superministro/primeiro-ministro. Sendo assim, só mesmo interesses econômicos poderiam o levar a derrocada, tanto que em meio ao vazamento da notícia sobre sua participação no escândalo de corrupção dos Correios e no famoso Mensalão, Lula o demitiu do cargo que ocupava desde 2003.

Logo após a demissão, Dirceu teve seu mandato de deputado federal cassado em 2005, além disso, tornou-se inelegível até 2015 e em 2012 foi condenado a prisão em regime semiaberto.

Portanto, imagina-se que ele está acabado politicamente e que logicamente a população o despreze como político por todos os escândalos e etc. Mas, eis que ele ressurge com uma campanha para arrecadar dinheiro e ajudá-lo a pagar a multa de R$ 971.128,92 imposta pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Não custa lembrar que esta multa foi estabelecida após sua condenação no caso mensalão a dez anos e dez meses de prisão por corrupção ativa e formação de quadrilha.

O ex-ministro criou junto com amigos políticos um site e páginas nas redes sociais para pedir ajuda econômica à população com intuito de pagar a multa. Em pouco mais de 24 horas arrecadaram R$ 96.686,42 e com certeza irão superar o valor necessário para saldar a multa.

Interessante saber que mesmo após todos os escândalos no qual o “companheiro” Dirceu esteve envolvido, muitas pessoas ainda o ajudam a pagar uma multa de um dinheiro que é nosso, dinheiro esse que é arrecadado mediante impostos exorbitantes e que deveriam ser destinados a setores essenciais para a sociedade. No entanto, ele foi desviado e com a colaboração maciça do ex-ministro.

Em meio a tudo isso fica uma incógnita: Quem é mais sucinto a práticas de presepadas? Dirceu, por envolver-se em escândalos de corrupção e ter a audácia de pedir dinheiro para pagar a multa ou as pessoas que foram roubadas e mesmo assim o ajudaram na arrecadação do dinheiro?

Após profunda análise, a conclusão é que houve um empate técnico, entretanto ainda há tempo para a população se desvencilhar da alienação imposta pela política brasileira e exercer seu dever de cidadão mediante senso crítico.

Já ao “companheiro” Dirceu, seria mais digno devolver essa grana arrecadada e tentar enfim voltar a ser um homem com princípios éticos. Ops! Ainda não presenciamos milagres no mundo político do nosso Brasil.
________________________
*Cristiane Lopes é acadêmica de Pedagogia na Universidade Estadual do Maranhão - UEMA (Campus de Bacabal).

COMENTE ESTA NOTÍCIA COM SEU PERFIL DO FACEBOOK OU SE PREFERIR, MAIS ABAIXO COM SEU PERFIL DO GOOGLE/BLOGGER - REGRAS: Não é permitido comentário sem identificação. Comentários feitos com conta Fake ou conta do Google do tipo Unknow (Desconhecido) não serão publicados. Todos os comentários são moderados previamente, por isso, não repita o mesmo comentário, pois ele só vai aparecer aqui após aprovação. Comentários com acusações e/ou palavras de baixo calão também serão imediatamente deletados e, se for o caso, o perfil pode até ser banido e não mais permitido que publique nenhum comentário. Também não é permitido comentário com nenhum tipo de publicidade.

0 comentários: