sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Criadores do Maranhão devem comprovar vacinação contra Aftosa até 16 de dezembro

Os criadores do Maranhão devem ficar atentos ao prazo de comprovação da vacinação contra febre Aftosa na 2º etapa de 2013. A vacinação pode ser comprovada até o dia 16 de dezembro e deve ser feita com a apresentação da nota fiscal da compra do medicamento no escritório da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged) em que o criador é cadastrado.

Compartilhe no Facebook


Ao atestar a comprovação da vacinação, o funcionário da Aged faz a atualização do cadastro do produtor. A atualização é feita por meio de uma ficha, em que são preenchidos cerca de 120 campos do documento com informações do criador, da localização da propriedade e também do rebanho, tais como quantidade, classificação etária e sexo do animal.

O secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Sagrima), Cláudio Azevedo, já alertou os criadores que, dessa vez, não há possibilidade de prorrogação da campanha, e que eles devem obedecer o período determinado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Por exemplo, o prazo para adquirir a vacina terminou dia 30 de novembro.

Nas últimas campanhas houve uma flexibilização do prazo de vacinação, estendendo-se o encerramento por mais 10 ou 15 dias. Nessa etapa não há essa possibilidade porque deve ser cumprido rigorosamente os prazos acordados com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), visto que o estado está na expectativa de receber a certificação internacional de zona livre de febre aftosa, o que deve acontecer em maio. Até lá, o estado tem que se preparar para uma auditoria que vai ter realizada por uma comitiva européia, em fevereiro de 2014, onde serão avaliados os cumprimentos de todas as exigências sanitárias necessárias.

Os criadores que não vacinaram o seu rebanho durante esta campanha de vacinação contra a febre aftosa sofrerão novas sanções de acordo com a portaria de nº 167, da Aged, órgão vinculado à Sagrima. Nesta campanha, além do pagamento da multa por não vacinar o animal, o criador inadimplente terá que custear a vacinação assistida, feita com a presença do fiscal agropecuário da Aged, na propriedade do criador.

De acordo com a nova portaria, serão cobrados R$ 2,00 por cabeça vacinada, para quem possuir ate 50 animais cadastrados no órgão estadual, R$ 2,50 para o criador que tiver um rebanho entre 51 e 300 animais e R$ 3,00 acima de 301 animais cadastrados.

Mesmo que o criador tenha vacinado seu rebanho, se não comprovar na Aged, ele estará sujeito a pagar uma multa de R$ 200,00.

Já o criador que não vacinar seus animais pagará, além dos R$ 200,00, mais R$ 5,00 por animal não vacinado. “O criador que não vacinar seu rebanho fica impossibilitado de transitar com seus animais fora de sua propriedade, já que a AGED não poderá emitir a Guia de Trânsito Animal (GTA) aos criadores inadimplentes”, explicou o diretor geral da Aged, Fernando Lima.

O diretor geral da Aged explicou que a vacinação assistida deve ser paga na rede bancária, mediante Documento de Arrecadação da Receita Estadual (DARE). “Essa cobrança faz parte da adequação das ações da Aged à lei estadual de defesa sanitária animal, que cita que o criador tem que arcar com as despesas da vacinação assistida”, finalizou.

Além de multa, o criador que não vacinar seu rebanho ficará impedido de movimentar seus animais para outros municípios, já que ele não pode retirar a Guia de Trânsito Animal (GTA) na Aged. É obrigatória a apresentação da GTA em feiras agropecuárias, barreiras sanitárias e em matadouros. A qualquer momento o documento é exigido também pelos fiscais da agência para o criador que estiver movimentando seus animais em qualquer localidade.
_______________________________
Com informações da Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Maranhão.

COMENTE ESTA NOTÍCIA COM SEU PERFIL DO FACEBOOK OU SE PREFERIR, MAIS ABAIXO COM SEU PERFIL DO GOOGLE/BLOGGER - REGRAS: Não é permitido comentário sem identificação. Comentários feitos com conta Fake ou conta do Google do tipo Unknow (Desconhecido) não serão publicados. Todos os comentários são moderados previamente, por isso, não repita o mesmo comentário, pois ele só vai aparecer aqui após aprovação. Comentários com acusações e/ou palavras de baixo calão também serão imediatamente deletados e, se for o caso, o perfil pode até ser banido e não mais permitido que publique nenhum comentário. Também não é permitido comentário com nenhum tipo de publicidade.

0 comentários: