quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Objetos são furtados de dentro da delegacia de polícia de Bacabal

Diversos objetos foram furtados de dentro da delegacia do 1º Distrito Policial de Bacabal. Os relatos sobre os casos, que podem ser lidos na íntegra mais abaixo, é de dois funcionários do referido órgão, um investigador e uma escrivã. Os funcionários deixam bem claro que, apesar dos objetos terem sumido de dentro de uma delegacia, nada foi feito para solucionar os casos, nem mesmo uma investigação foi instaurada.

Compartilhe no Facebook


Sendo assim, é bem fácil concluir que, se a polícia Civil de Bacabal não se preocupa para investigar os sumiços de objetos dentro da própria delegacia, certamente não vai dar a mínima para os furtos e roubos nas casas dos demais cidadãos. E mais: um dos relatos abaixo é de um investigador, então por que ele mesmo não investigou?

Leia abaixo a íntegra dos dois relatos de furtos de objetos da delegacia do 1º Distrito Policial de Bacabal.

Primeiro relato: furto de pedaço de carne e outros objetos

Furto dentro de uma delegacia (?!). E olha que o papel de uma delegacia é prover pela segurança da população. Isso não é um absurdo?! Então, meus caros colegas, preparem-se para tomar conhecimento de mais um furto ocorrido nas dependências do 1ºDP, aqui na cidade de Bacabal. Dessa vez eu fui a vítima. Pois não é que o(a) safado(a) do(a) ladrão(ladra) subtraiu uma peça de carne que estava acondicionada na geladeira que fica na delegacia.

É sabido que não foi o primeiro furto a ocorrer no interior das dependências da delegacia, pois já foram furtados: notebooks, sanduicheira, dinheiro e até um par de alianças. Como se constata, não temos segurança nem mesmo em nosso local de trabalho! O que nós funcionários honestos podemos fazer para resolver esse problema?! Fazer o que?! Reivindicar das autoridades por condições melhores, começando por um processo seletivo das pessoas que prestam serviço à Delegacia, além da fiscalização do seu trabalho...

Companheiros, não podemos ficar à mercê do descaso político-social com a nossa profissão, pois segurança é uma das necessidades básicas da sociedade. E pelo jeito, não temos segurança nem mesmo por aqui.... Que lástima!!!!!

(Guilherme Prazeres, Investigador de Polícia de Bacabal)

Segundo relato: furto de notebook

Bom, eu fiquei com meu prejuízo e pronto. Sem notebook até hoje! Não é assim que as esses episódios tem se resolvido? Nada é feito. Nada é apurado. E tudo fica como se nada tivesse acontecido. E nós continuamos vitimas no nosso próprio local de trabalho acusados de nós mesmos darmos causa a esses furtos recorrentes. Não é de vítima nata que gostam de me chamar? Fui furtada porque deixei meu notebook no cartório onde eu estava trabalhando. Culpa de quem?! Minha, que esqueço tudo... Dentro da delegacia devo ter mil cuidados... Mas o ladrão que é bom não aparece de jeito nenhum.... e a gente que quer ter vergonha na cara para não constranger quem tem vergonha e não vício, deixa pra lá... assim, assim...

(Márcia Gardênia, Escrivã de Polícia de Bacabal)

_______________________________
Os relatos foram publicados originalmente no Blog Diário da Márcia Gardênia, mantido pela referida escrivã do relato acima.

COMENTE ESTA NOTÍCIA COM SEU PERFIL DO FACEBOOK OU SE PREFERIR, MAIS ABAIXO COM SEU PERFIL DO GOOGLE/BLOGGER - REGRAS: Não é permitido comentário sem identificação. Comentários feitos com conta Fake ou conta do Google do tipo Unknow (Desconhecido) não serão publicados. Todos os comentários são moderados previamente, por isso, não repita o mesmo comentário, pois ele só vai aparecer aqui após aprovação. Comentários com acusações e/ou palavras de baixo calão também serão imediatamente deletados e, se for o caso, o perfil pode até ser banido e não mais permitido que publique nenhum comentário. Também não é permitido comentário com nenhum tipo de publicidade.

0 comentários: