quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Prefeitura de Bacabal planeja instalar unidade de tratamento de resíduos

O prefeito de Bacabal, José Alberto Veloso, recebeu esta semana, o ambientalista Fernando Coimbra, representante da empresa Eco Trade. Na ocasião, o profissional apresentou o projeto para instalação de uma unidade de tratamento de resíduos urbanos e industriais, sejam sólidos ou líquidos.

Compartilhe no Facebook


Segundo o projeto, de forma prática e de um custo baixo para o município, a Eco Trade assumiria a responsabilidade de reciclar todo o lixo produzido em Bacabal. Além da doação do terreno para a implantação da unidade de tratamento de resíduos, a prefeitura pagaria 50 reais por cada tonelada de lixo entregue à empresa, totalizando um custo final a cada mês de poucos mais de 150 mil reais.


Dessa forma a Prefeitura Municipal manteria o desenvolvimento econômico sustentável e se enquadraria nas exigências estabelecidas pela lei 12.305/2010 (Das Política Nacional dos Resíduos Sólidos) e atendimento a Resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

O projeto é de um alcance ambiental gigantesco e vai gerar centenas de empregos diretos e indiretos. Caso o governo oficialize a implantação do projeto, Fernando Coimbra garante que a indústria fica pronta em 90 dias.
______________________________
Com informações e foto ilustrativa enviadas pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Bacabal.

COMENTE ESTA NOTÍCIA COM SEU PERFIL DO FACEBOOK OU SE PREFERIR, MAIS ABAIXO COM SEU PERFIL DO GOOGLE/BLOGGER - REGRAS: Não é permitido comentário sem identificação. Comentários feitos com conta Fake ou conta do Google do tipo Unknow (Desconhecido) não serão publicados. Todos os comentários são moderados previamente, por isso, não repita o mesmo comentário, pois ele só vai aparecer aqui após aprovação. Comentários com acusações e/ou palavras de baixo calão também serão imediatamente deletados e, se for o caso, o perfil pode até ser banido e não mais permitido que publique nenhum comentário. Também não é permitido comentário com nenhum tipo de publicidade.

0 comentários: