quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Polícia Federal prende envolvidos com compra premiada em Bacabal - MA

A Polícia Federal do Pará realizou uma operação na manhã desta terça-feira (3) nas cidades de Bacabal e Caxias e prendeu seis pessoas envolvidas com o golpe conhecido como compra premiada. Os presos nessa operação, denominada Gogó de Ouro, foram levados para prestar depoimento na delegacia da PF em Caxias.

Compartilhe no Facebook


Em Bacabal foram presos Antônio Lisboa, e os cunhados dele, Ronney de Bonfim Reis e Rodrigo de Bonfim Reis. Três suspeitos não tiveram os nomes revelados, e todos passaram toda a tarde dessa terça-feira (3) prestando depoimento. A PF também esteve em outra residência na Rua Frederico Leda, centro de Bacabal, mas nesta, ninguém foi levado.

Segundo as investigações, todos estão envolvidos no esquema da Compra Premiada, que já fez vítimas em 32 cidades do Pará, Tocantins e do Maranhão.

Na casa dos suspeitos, os policiais apreenderam um veículo Toyota Corolla, duas armas de fogo e documentos que comprovariam a fraude. De acordo com o delegado da Polícia Federal de Caxias, Leonardo Portela, apenas um dos suspeitos teve a prisão preventiva decretada, os demais foram liberados.

Dados da Operação Gogó de Ouro da polícia do Pará, dão conta de que a quadrilha conseguiu arrecadar 50 milhões de reais com as fraudes. Todos vão responder por estelionato, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica.

COMENTE ESTA NOTÍCIA COM SEU PERFIL DO FACEBOOK OU SE PREFERIR, MAIS ABAIXO COM SEU PERFIL DO GOOGLE/BLOGGER - REGRAS: Não é permitido comentário sem identificação. Comentários feitos com conta Fake ou conta do Google do tipo Unknow (Desconhecido) não serão publicados. Todos os comentários são moderados previamente, por isso, não repita o mesmo comentário, pois ele só vai aparecer aqui após aprovação. Comentários com acusações e/ou palavras de baixo calão também serão imediatamente deletados e, se for o caso, o perfil pode até ser banido e não mais permitido que publique nenhum comentário. Também não é permitido comentário com nenhum tipo de publicidade.

0 comentários: