quarta-feira, 19 de junho de 2013

Governo do Maranhão vai dar aulas via satélite para ensino médio regular, será a volta da telessala?

O Governo do Maranhão, através da Secretaria de Estado da Educação (Seduc-MA), está implantando um projeto de mediação tecnológica com o objetivo de ampliar o alcance do ensino médio regular na rede pública estadual. Os alunos receberão aulas ministradas por professores especialistas e transmitidas ao vivo, via satélite. Mas diante disso eis um questionamento: será a volta da Telessala? Continue lendo para entender.

Segundo informou a Seduc-MA, o projeto, semelhante à plataforma já utilizada pela Universidade Virtual do Maranhão (Univima), utilizará tecnologia ainda mais avançada, com transmissão em alta definição (HD) e modernos aparelhos de TV de 50 polegadas, que também podem ser utilizados como lousa digital.

Compartilhe no Facebook


“Nosso propósito com esse projeto é conseguir a universalização do ensino médio, que é um dos quatro grandes objetivos para melhorar a educação pública estadual no Maranhão”, afirmou o secretário de Estado da Educação do Maranhão, Pedro Fernandes, em reunião nesta terça-feira (18), com técnicos que participam da criação do projeto no Estado.

O coordenador do projeto na Seduc-MA, professor Francisco Solón, disse que o objetivo é alcançar todos aqueles rincões onde, hoje, há ainda dificuldade para conseguir professores especialistas e proporcionar que os alunos tenham aulas regularmente. “O projeto de mediação tecnológica é uma metodologia de ensino já reconhecida pelo MEC como presencial e vai nos permitir incluir no ensino regular alunos que, hoje, ainda estão fora do ensino médio. Devemos atingir principalmente as zonas rurais em todo o Estado do Maranhão”, ressaltou o coordenador do projeto.

Até a implantação total do projeto, serão adquiridos 200 kits tecnológicos, que serão disponibilizados em 200 anexos para utilização em 300 salas de aula do Maranhão. Segundo o coordenador do projeto, já está sendo preparada a licitação para a compra dos equipamentos. Além dos kits nos anexos, serão montados três estúdios para a transmissão das aulas em HD, que utilizarão canais de satélite.

O projeto piloto deve começar a funcionar em agosto deste ano, atendendo 30 localidades. Não haverá terceirização ou contratações de professores. “Tanto os professores que vão ministrar as aulas no estúdio, quanto os professores presenciais, que acompanharão as turmas na sala de aula, serão professores da rede estadual. E todos vão receber capacitação para trabalhar de forma adequada na mediação tecnológica”, enfatizou Francisco Solón.

Mas o que foi essa tal de Telessala?


No ano 2000, o Governo do Maranhão, que na época também era administrado por Roseana Sarney, implantou um projeto chamado Telessala. Através de um contrato sem licitação com a Fundação Roberto Marinho, instituição sem fins lucrativos mas que faturou mais 90 milhões de reais com esse contrato, o Maranhão ofereceu o supletivo de ensino médio durante 15 meses para mais de cem mil alunos em todo estado.

Os alunos assistiam vídeoaulas pré-gravadas do Telecurso 2000, programa da fundação que ainda hoje vai ao ar nas manhãs da televisão Rede Globo. Na Telessala, em cada sala de aula havia uma televisão e um aparelho vídeocassete, e apenas um professor, que era responsável por ligar os equipamentos e colocar as fitas com as aulas. Os professores não eram especialistas em todas as disciplinas, por isso os alunos não tinham como tirar suas dúvidas nas mais diversas matérias.

O projeto foi um fracasso total e, apesar de muitos alunos terem concluído o ensino médio, a qualidade do aprendizado foi das piores. A diferença do projeto atual é que as aulas serão ministradas ao vivo e via satélite e, pelo menos, talvez, os alunos tenham a chance de tirar suas dúvidas em tempo real.
___________________________
Com algumas informações da Seduc-MA.

COMENTE ESTA NOTÍCIA COM SEU PERFIL DO FACEBOOK OU SE PREFERIR, MAIS ABAIXO COM SEU PERFIL DO GOOGLE/BLOGGER - REGRAS: Não é permitido comentário sem identificação. Comentários feitos com conta Fake ou conta do Google do tipo Unknow (Desconhecido) não serão publicados. Todos os comentários são moderados previamente, por isso, não repita o mesmo comentário, pois ele só vai aparecer aqui após aprovação. Comentários com acusações e/ou palavras de baixo calão também serão imediatamente deletados e, se for o caso, o perfil pode até ser banido e não mais permitido que publique nenhum comentário. Também não é permitido comentário com nenhum tipo de publicidade.

0 comentários: