sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Preso mandante de chacina da família de ciganos em Bacabal - MA

O mandante de uma chacina de ciganos em que vitimou três pessoas da mesma família em Bacabal - MA, foi preso na quarta-feira (19) na sua residência em Fortaleza - CE. A prisão é fruto de um trabalho de inteligência e troca de informações entre as Polícias Civil do Maranhão e do Ceará foi preso. O crime ocorreu no dia 20 de outubro deste ano.

Na época dos homicídios, o caso ficou conhecido como a Chacina do Pantanal, bairro onde aconteceram os assassinatos. As investigações e a operação, coordenadas pelo delegado Roberto Larrat, da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) contou com o apoio da Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI).

Marlos Tèrcio Pinheiro Leite, de 32 anos, que é empresário, foi preso após o cumprimento de um mandado de prisão preventiva, expedido pela Comarca Criminal de São Luís. Ele foi localizado em sua residência, na Rua Delta, na cidade de Fortaleza.

As três vítimas foram Creuza Alves Feitosa, de 55 anos, Cícero Romão Batista, de 56 anos, e sua companheira, Maria Alice Feitosa dos Santos, de 50 anos. Todas foram alvejadas com disparos na cabeça e nas costas. Todos chegaram a óbito ainda no local.

Marlos Tèrcio está sendo transferido para capital maranhense pela equipe policial da Seic nesta sexta-feira (21) pela manhã pelo delegado Roberto Larrat.

COMENTE ESTA NOTÍCIA COM SEU PERFIL DO FACEBOOK OU SE PREFERIR, MAIS ABAIXO COM SEU PERFIL DO GOOGLE/BLOGGER - REGRAS: Não é permitido comentário sem identificação. Comentários feitos com conta Fake ou conta do Google do tipo Unknow (Desconhecido) não serão publicados. Todos os comentários são moderados previamente, por isso, não repita o mesmo comentário, pois ele só vai aparecer aqui após aprovação. Comentários com acusações e/ou palavras de baixo calão também serão imediatamente deletados e, se for o caso, o perfil pode até ser banido e não mais permitido que publique nenhum comentário. Também não é permitido comentário com nenhum tipo de publicidade.

0 comentários: