segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Governo quer internet banda larga com velocidade mínima de 60% da contratada

A presidente Dilma Rousseff disse que o governo vai cobrar e fiscalizar a qualidade da conexão de internet banda larga fornecida pelas empresas brasileiras. O anúncio foi feito na manhã desta segunda-feira (10) durante seu programa de rádio “Café com a presidenta”.

A partir de outubro, as empresas serão obrigadas a fornecer, em média, 60% da velocidade de internet contratada. dilma disse que atualmente há casos em que os consumidores têm recebido apenas 10% da velocidade de rede que pagam para ter acesso.

Essa exigência de qualidade no serviço vai aumentar e, até 2014, as empresas terão que oferecer, em média, 80% da velocidade contratada ao dia. Assim, se um consumidor paga por 10 mega em uma banda larga, ele deverá receber, ao longo do dia, uma média de 6 mega de velocidade até outubro e 8 mega até 2014.

Para fazer as empresas cumprirem essas metas, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) começou a cadastrar voluntários para medir as velocidades e a estabilidade das conexões. Eles vão receber pequenos aparelhos que deverão ser conectados à rede de internet para mensurar os dados. 12 mil voluntários serão sorteados. A inscrição dos voluntários deve ser feita pelo site da Entidade Aferidora da Qualidade (EAQ) (clique aqui para acessar).

Com essa medida, o governo pretende fazer um mapa sobre como está funcionando a internet no Brasil. o Brasil tem atualmente 78 milhões de conexões de banda larga, sendo que 59 milhões são de internet móvel, como celulares e computadores portáteis. As outras 19 milhões de conexões são em banda larga fixa.
CADASTRE SEU E-MAIL PARA RECEBER AVISOS DE NOVAS POSTAGENS
Preencha seu e-mail abaixo, em seguida acesse seu e-mail e procure na sua caixa de entrada ou lixo/spam uma mensagem com o assunto Activate your Email Subscription to: Nova postagem no Castro Digital, abra e clique no link de confirmação.



COMENTE ESTA NOTÍCIA COM SEU PERFIL DO FACEBOOK OU SE PREFERIR, MAIS ABAIXO COM SEU PERFIL DO GOOGLE/BLOGGER - REGRAS: Os comentários devem ser relacionados com o assunto da matéria. Não é permitido comentário sem identificação. Comentários feitos com conta Fake ou conta do Google do tipo Unknow (Desconhecido) não serão publicados. Todos os comentários são moderados previamente, por isso, não repita o mesmo comentário, pois ele só vai aparecer aqui após aprovação. Comentários com acusações e/ou palavras de baixo calão também serão imediatamente deletados e, se for o caso, o perfil pode até ser banido e não mais permitido que publique nenhum comentário. Também não é permitido comentário com nenhum tipo de publicidade.

0 comentários: