sábado, 25 de agosto de 2012

Assassino de Décio Sá é transferido para presídio federal em MS

Neste sábado (25), por volta das 6h da manhã, o assassino confesso do jornalista Décio Sá, Jhonatan de Sousa Silva foi transferido para o presídio Federal de Segurança Máxima de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul. O pistoleiro paraense, de 24, foi conduzido em um voo comercial da empresa Gol, acompanhado de três agentes da polícia federal.

Segundo o secretário de Segurança Pública, Aluísio Mendes, a transferência é importante para preservar a vida do assassino, pois ele colaborou com as investigações e ficar em São Luís pode ser perigoso, devido à possibilidade de o criminoso ser assassinado dentro da penitenciária.

O presídio Federal de Campo Grande é dotada de infraestrutura especializada e equipamentos de segurança de última geração, como aparelhos de raio-x, coleta de impressão digital e detectores de metal de alta sensibilidade. Além disso, a unidade prisional é monitorada 24 horas por cerca de 200 câmeras de vídeo, parte delas instalada em locais secretos. A exemplo dos demais presídios de segurança máxima do país, tem 208 celas individuais e 12 de isolamento, totalizando 12.700 m² de área construída.

Foi para unidades prisionais como esta que a Polícia Civil do Maranhão solicitou a transferência de presos de alta periculosidade. Em um dos casos mais recentes, destacou-se a remoção dos 23 detentos que participaram diretamente da sangrenta rebelião do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em novembro de 2010, que durou 48 horas e teve um saldo de 18 presos assassinados, quatro deles decapitados. A permanência de um detento em um presídio federal, no entanto, é de um ano, prorrogável por mais um.

Jhonatan de Sousa Silva é natural da cidade de Xinguara, no estado do Pará. Ele assume ter executado pelo menos 30 pessoas por encomenda nessa região. O pistoleiro paraense, que se considera abertamente um “matador profissional”, foi preso como traficante de drogas no dia 5 de junho, em uma chácara no bairro Miritiua, município de São José de Ribamar, em companhia de um primo, portando 10 kg de crack; uma escopeta calibre 12 e uma pistola ponto 40, semelhante à que usou para matar Décio Sá.
COMENTE ESTA NOTÍCIA COM SEU PERFIL DO FACEBOOK OU SE PREFERIR, MAIS ABAIXO COM SEU PERFIL DO GOOGLE/BLOGGER - REGRAS: Não é permitido comentário sem identificação. Comentários feitos com conta Fake ou conta do Google do tipo Unknow (Desconhecido) não serão publicados. Todos os comentários são moderados previamente, por isso, não repita o mesmo comentário, pois ele só vai aparecer aqui após aprovação. Comentários com acusações e/ou palavras de baixo calão também serão imediatamente deletados e, se for o caso, o perfil pode até ser banido e não mais permitido que publique nenhum comentário. Também não é permitido comentário com nenhum tipo de publicidade.

0 comentários: