quarta-feira, 25 de julho de 2012

Senador recebe R$ 5 mil de salário por um minuto sem fazer nada

Ser político é mesmo uma moleza, sinônimo de ganhar dinheiro fácil sem ter que trabalhar. Vejamos o caso detalhado nesta notícia.

O suplente de Demóstenes Torres, Wilder Morais, do DEM de Goiás, tomou posse no Senado na sexta-feira, 13. Mas apenas tomou posse: mesmo que quisesse trabalhar, não o conseguiria, porque o Senado não funciona às sextas-feiras.

Sua cerimônia de posse durou três minutos. Na segunda e na terça, houve sessões, mas Wilder Morais não apareceu. Na quarta, o Senado entrou em recesso e só voltará a funcionar em agosto.

Wilder recebeu R$ 16.300,00, referentes ao período de 13 a 31 de julho - nos quais esteve ocupado por exatos três minutos. Ocupado apenas com a posse, não fez nada de útil.

Cada minuto que Wilder levou para tomar posse custou ao contribuinte R$ 5.430,00. É legal - faz parte daquelas leis que políticos de caráter precário elaboram para beneficiar-se sempre que possível. Mas ganhar sem trabalhar é imoral.

O dinheiro público é de todos nós. E, como se sabe, aquilo que é de todos é como se não fosse de ninguém. Só de quem sabe apropriar-se daquilo que, se tivesse vergonha na cara, nem tocaria.
COMENTE ESTA NOTÍCIA COM SEU PERFIL DO FACEBOOK OU SE PREFERIR, MAIS ABAIXO COM SEU PERFIL DO GOOGLE/BLOGGER - REGRAS: Não é permitido comentário sem identificação. Comentários feitos com conta Fake ou conta do Google do tipo Unknow (Desconhecido) não serão publicados. Todos os comentários são moderados previamente, por isso, não repita o mesmo comentário, pois ele só vai aparecer aqui após aprovação. Comentários com acusações e/ou palavras de baixo calão também serão imediatamente deletados e, se for o caso, o perfil pode até ser banido e não mais permitido que publique nenhum comentário. Também não é permitido comentário com nenhum tipo de publicidade.

0 comentários: