domingo, 13 de maio de 2012

Servidores do Maranhão pedem ao governo devolução de hospital na justiça

A ação civil pública que cobra a devolução do Hospital Carlos Macieira ao servidor público estadual foi ajuizada na manhã desta sexta-feira, 11, no Fórum de São Luís, no Calhau. A cobrança judicial é fruto da campanha “O Hospital Carlos Macieira é Nosso” e recebe o apoio de diversos sindicatos do Maranhão, que não concordam com a terceirização do hospital para o Sistema Único de Saúde (SUS).

Os dirigentes sindicais afirmam que Hospital Carlos Macieira foi construído por recursos oriundos dos servidores públicos estaduais e por isso não pode ser entregue ao SUS. “O governo do Estado agiu de forma arbitrária, sem qualquer diálogo com os servidores públicos, que construíram o hospital”, ressalta o presidente do Sinproesemma, Júlio Pinheiro.

Segundo os servidores estaduais, o novo hospital para onde os trabalhadores estão sendo encaminhados não oferece instalações adequadas, além de estar localizado em uma área de difícil acesso, na Cidade Operária. “Não é justo que o hospital construído com nossos recursos seja doado para terceiros e o governo conceda outro hospital, inferior ao padrão do Carlos Macieira, nos penalizando, arbitrariamente”, ressaltou o diretor da CTB e do Sinproesemma, Júlio Guterres.

A relatora do processo será a juíza da 1º Vara da Fazenda Pública, Luzia Madeiro Nepomuceno, a mesma que, no ano passado, concedeu liminar ao Sinproesemma suspendendo a contratação temporária de professores, obrigando o governo do Estado a convocar os excedentes do concurso público de 2009.



A ação civil pública foi assinada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (SINPROESEMMA), Sindicato dos Policiais Civis do Maranhão (SINPOL), Sindicato dos Servidores da Justiça do Maranhão (SINDJUS-MA), Associação dos Servidores Públicos Militares do Maranhão (ASSEPMMA), Sindicato dos Servidores de Estado da Saúde do Maranhão (SINDSESMA), Sindicato dos Motoristas Oficiais do Estado do Maranhão (SIMOEMA) e a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB).
________________
Referência: Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão - SINPROESEMMA.
COMENTE ESTA NOTÍCIA COM SEU PERFIL DO FACEBOOK OU SE PREFERIR, MAIS ABAIXO COM SEU PERFIL DO GOOGLE/BLOGGER - REGRAS: Não é permitido comentário sem identificação. Comentários feitos com conta Fake ou conta do Google do tipo Unknow (Desconhecido) não serão publicados. Todos os comentários são moderados previamente, por isso, não repita o mesmo comentário, pois ele só vai aparecer aqui após aprovação. Comentários com acusações e/ou palavras de baixo calão também serão imediatamente deletados e, se for o caso, o perfil pode até ser banido e não mais permitido que publique nenhum comentário. Também não é permitido comentário com nenhum tipo de publicidade.

0 comentários: