domingo, 27 de maio de 2012

Governo do MA afirma que não tem professores especializados

Na tarde de sexta-feira (26), a governadora do Maranhão, Roseana Sarney, participou de um encontro em Brasília com o ministro da educação, Aloizio Mercadante. Eles conversaram sobre diversos assuntos como o Pnud, o programa Mais Educação e a licenciatura plena no estado. Roseana Sarney fez um pedido de ajuda na questão da escassez de professores com licenciatura plena em diversas áreas no Maranhão.

Na oportunidade, Roseana Sarney afirmou que “Hoje, a rede estadual se ressente da falta de professores para matérias essenciais por falta de docentes especializados nessas áreas”. Segundo ela, faltam professores no ensino médio porque estes precisam ter formação específica na área. Os professores que o Maranhão mais precisa são de Língua Estrangeira (inglês e espanhol), Matemática, Química, Física e Biologia.

O que você acha dessa afirmação de Roseana Sarney? Comente com seu perfil do Facebook ou Google/Blogger.

Mas para contrariar o que afirmou Roseana Sarney, aqui no Maranhão, os cursos que mais oferecem vagas são os de licenciatura presentes nos campi das universidades públicas de várias cidades do estado. Só no campus da Universidade Estadual do Maranhão de Bacabal, são formados todo ano dezenas de licenciados em letras (português, inglês e espanhol), matemática, química e biologia. Sem falar em tantos outros formados na capital e outras cidades do estado.

Será se Roseana Sarney esquece que o próprio governo precisa dá oportunidade para estes profissionais atuarem? Atualmente, as escolas da rede estadual do Maranhão estão com uma necessidade enorme de professores. A culpa é do próprio Governo do Estado que deixou centena de excedentes do concurso de 2009 sem serem convocados, mesmo o estado precisando desses professores. A prova de que havia essa necessidade é a recente realização do seletivo pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc-MA) para contrato temporário de professores em 2012.

Em Brasília, Roseana Sarney também comunicou ao ministro que o Governo do Estado vai realizar concurso para preenchimento de 3 mil vagas na área da Educação. A governadora afirmou que Mercadante foi bastante solícito e garantiu o auxílio ao Maranhão. “O ministro afirmou que vai oferecer total apoio para a formação de professores, inclusive disse que, se for preciso, viabilizará a abertura de mais vagas na universidade federal”, declarou.

A governadora também conversou com o ministro sobre projetos realizados em parceria com o Governo Federal. Caso do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), projeto de cooperação entre o Governo do Maranhão, por intermédio da Seduc-MA e Ministério da Educação (MEC). O projeto tem como objetivo a definição de ações estratégicas para a melhoria educacional no Maranhão, a partir do diagnóstico elaborado pelo Pnud e pela equipe técnica da Seduc.

Trataram, ainda, sobre o Mais Educação, programa tem como objetivo ampliar o tempo de permanência do estudante na escola. Para viabilizar o desenvolvimento do Mais Educação, as escolas participantes recebem recursos do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE-Educação Integral), sendo o número de estudantes beneficiados e as atividades escolhidas o que determina o valor do repasse. No Maranhão, 466 unidades escolares do ensino fundamental da rede estadual foram selecionadas para participar do programa em 2012.
COMENTE ESTA NOTÍCIA COM SEU PERFIL DO FACEBOOK OU SE PREFERIR, MAIS ABAIXO COM SEU PERFIL DO GOOGLE/BLOGGER - REGRAS: Não é permitido comentário sem identificação. Comentários feitos com conta Fake ou conta do Google do tipo Unknow (Desconhecido) não serão publicados. Todos os comentários são moderados previamente, por isso, não repita o mesmo comentário, pois ele só vai aparecer aqui após aprovação. Comentários com acusações e/ou palavras de baixo calão também serão imediatamente deletados e, se for o caso, o perfil pode até ser banido e não mais permitido que publique nenhum comentário. Também não é permitido comentário com nenhum tipo de publicidade.

3 comentários:

  1. se o Maranhão está em escassez de professores, por que tantos professores aprovados no concurso de 2009 q ficaram excedentes e ñ foram chamados. O que será q aconteceu. Será se eles ñ são graduados em suas áreas..??????????????????

    ResponderExcluir
  2. Rum essa Roseana... nem vou falar nada. mas o povo maranhense sabe bem o q ela é

    ResponderExcluir
  3. Isso mostra que a governadora ou não conhece a realidade educacional do próprio Estado que governa ou quer fazer manobra política com suas declarações ao ministro da educação. Mas numa coisa ela está certa: temos escassez sim de professores da área das ciências e de espanhol. de Inglês não temos mais, pois há anos o curso de Letras que habilita em Inglês vem formando professores, mas Espanhol, acredito que a primeira turma vai se formar ou se formou agora. Aqui mesmo em Lago da Pedra não há um professor de espanhol, tanto que no seletivo nem inscrito apareceu e não foi só em L. da Pedra como em vários municípios vizinhos. Química do mesmo jeito: nem inscritos apareceram no seletivo aqui em L. da Pedra como em vários outros municípios. Já Física e Matemática há mutos professores, mais ainda de matemática. No último concurso realizado em 2009, aqui em L. da Pedra foram oferecidas 05 vagas para Química e nenhum inscrito. essa também é a verdade.

    ResponderExcluir