segunda-feira, 23 de abril de 2012

Internet 4G no Brasil vai custar o dobro da 3G

O preço dos planos de internet 4G no Brasil deverão custar o dobro do que as operadoras cobram atualmente pela tecnologia 3G. O motivo é o alto investimento que as teles deverão fazer para viabilizar as conexões mais rápidas em dispositivos móveis.

As primeiras redes comerciais 4G devem começar a operar em abril de 2013 nas cidades brasileiras que receberão jogos da Copa das Confederações. O SindiTelebrasil, sindicato do setor, acredita que o prazo é muito curto - o leilão da frequência deve ser feito em junho, o que daria menos de um ano para as teles implantarem a tecnologia.

Quando estiver funcionando, a internet móvel de quarta geração permitirá a transmissão de vídeos em alta resolução, o que é importante para eventos esportivos de grande porte, como a própria Copa das Confederações e a Copa do Mundo de 2014.

O problema é que, para fazer a rede funcionar, as teles terão que investir bilhões. "Será preciso modernizar 60% das linhas de transmissão do país. O 3G pode usar o cabo da 2G, mas o 4G não, pois demanda mais capacidade", afirma Erasmo Rojas, presidente da 4G Americas.

Devido ao alto investimento feito pelas operadoras, o consumidor final deve receber um preço elevado para ter uma conexão 4G - de acordo com estimativas do SindiTelebrasil, será, no mínimo, o dobro do valor cobrado pelo 3G atualmente.
________________
Referência: Olhar Digital.
COMENTE ESTA NOTÍCIA COM SEU PERFIL DO FACEBOOK OU SE PREFERIR, MAIS ABAIXO COM SEU PERFIL DO GOOGLE/BLOGGER - REGRAS: Não é permitido comentário sem identificação. Comentários feitos com conta Fake ou conta do Google do tipo Unknow (Desconhecido) não serão publicados. Todos os comentários são moderados previamente, por isso, não repita o mesmo comentário, pois ele só vai aparecer aqui após aprovação. Comentários com acusações e/ou palavras de baixo calão também serão imediatamente deletados e, se for o caso, o perfil pode até ser banido e não mais permitido que publique nenhum comentário. Também não é permitido comentário com nenhum tipo de publicidade.

0 comentários: