quarta-feira, 23 de novembro de 2011

PMs e Bombeiros do Maranhão estão em greve

Policiais Militares e Bombeiros do Maranhão decidiram pela greve geral numa assembléia realizada na noite desta quarta-feira (23) na sede da Fetiema em São Luis - MA. Depois da reunião, os militares sairam pelas ruas em carreata até a Assembléia Legislativa do maranhão onde estão acampados. Segundo a direção do movimento, a decisão é permanecer no local até suas reivindicações sejama tendidas.

Eles reivindicam melhores condições de trabalho, reestruturação do plano de carreiras e a inclusão das reposições das perdas salariais dos militares – cerca de 30% – no orçamento para o ano de 2012.

Cerca de 600 homens da Força Nacional estão em São Luis - MA para substituir os Policiais Militares em greve e/ou até mesmo entrar em confronto com eles.

Os Policiais Militares do interior do Maranhão também entraram em greve, nestas cidades a Força Nacional ainda não chegou, sendo assim, a população está a mercê de bandidos.

E a cada vez mais se agrava o caos na segurança pública do Maranhão. Os PMs receberam apoio dos agentes penitenciários, delegados e policiais civis. Semana que vem os agentes de polícia civil se reunem para decidir se entram em greve ou não.

Com toda essa falta de segurança, bandidos presos nas penitenciárias armam rebeliões e os que estão soltos podem agir livremente.
COMENTE ESTA NOTÍCIA COM SEU PERFIL DO FACEBOOK OU SE PREFERIR, MAIS ABAIXO COM SEU PERFIL DO GOOGLE/BLOGGER - REGRAS: Não é permitido comentário sem identificação. Comentários feitos com conta Fake ou conta do Google do tipo Unknow (Desconhecido) não serão publicados. Todos os comentários são moderados previamente, por isso, não repita o mesmo comentário, pois ele só vai aparecer aqui após aprovação. Comentários com acusações e/ou palavras de baixo calão também serão imediatamente deletados e, se for o caso, o perfil pode até ser banido e não mais permitido que publique nenhum comentário. Também não é permitido comentário com nenhum tipo de publicidade.

0 comentários: