quarta-feira, 11 de maio de 2011

Governadora Roseana Sarney lança Maranhão Profissional

Mais de 200 mil pessoas qualificadas até 2014. Esta é a meta do Programa Integrado de Educação Profissional do Maranhão - Maranhão Profissional lançado, nesta quarta-feira (11), pela governadora Roseana Sarney, em solenidade realizada no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana em São Luis - MA. Participaram do evento, secretários estaduais, deputados, representantes da iniciativa privada e de instituições públicas, entre outras autoridades.

“Temos que priorizar os que aqui moram garantindo bom emprego, mais renda e melhores condições de vida”, declarou Roseana Sarney. Ela revelou que o Maranhão é um dos estados que mais crescem no país atraindo grandes empreendimentos e citou como exemplo a implantação da Refinaria Premium I da Petrobras, da Suzano Papel e Celulose, Gusa Nordeste, além de incrementos nas áreas de petróleo, gás, energia, fertilizantes, construção civil e mineradoras.

A proposta do Maranhão Profissional é de formar mão de obra para atender às demandas de contratações dos empreendimentos instalados ou em fase de instalação no Maranhão, que somam R$ 100 bilhões em investimentos nos próximos cinco anos.

“Estamos fazendo um programa arrojado para qualificação da nossa mão de obra para que os maranhenses possam ocupar os novos postos de trabalho que estão sendo criados”, ressaltou a governadora. Ela assinalou que a iniciativa é motivada com a forte parceria estabelecida entre o governo e as instituições de ensino público e as empresas que estão se instalando no Maranhão. “São R$ 800 milhões de investimentos que vão financiar a educação profissionalizante nos próximos anos”, anunciou.

ATENÇÃO: leia até o final para saber como participar do programa.

Na ocasião, a governadora assinou Medida Provisória criando a coordenadoria executiva e instalando os conselhos consultivo e deliberativo, formados por representantes das instituições públicas e iniciativa privada, responsáveis pelo acompanhamento, definição das ações e fiscalização do programa.

O coordenador executivo do Programa Maranhão Profissional, Fernando Lima, fez a apresentação das metas já definidas com ações que contemplam a formação de docentes, o fortalecimento da estrutura física da rede de educação formal e do sistema de ciência, tecnologia e inovação. A iniciativa será desenvolvida em cinco polos onde existem investimentos confirmados.

DUAS ETAPAS


O programa será executado em duas fases: a primeira, de 2011 a 2014, beneficiará 20 municípios (São Luís, Imperatriz, Balsas, Açailândia, São José de Ribamar, Bacabal, Timon, Pedreiras, Santa Inês, Caxias, Paço do Lumiar, Pinheiro, Grajaú, Codó, Rosário, Bacabeira, Aldeias Altas, Santo Antônio dos Lopes, Godofredo Viana e Centro Novo do Maranhão), com foco na educação inicial, continuada e técnica, voltada para as áreas da indústria, construção civil, comércio, serviços e agropecuária.

A segunda etapa envolverá mais 44 municípios e se estenderá até 2014, compreendendo a consolidação e a expansão da etapa anterior e ainda a educação empreendedora e a educação superior de curta duração. “A nossa responsabilidade é atrair investimentos e também criar condições para recebermos esses investimentos, como garantir infraestrutura e, principalmente, mão de obra”, destacou o secretário de Estado de Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Maurício Macedo.

De acordo com o secretário de Trabalho e Economia Solidária, Antonio Heluy, a meta do programa é garantir que as vagas abertas sejam preenchidas por maranhenses. “A proposta é responder inicialmente às necessidades a médio e longo prazos das empresas”, garantiu. A ação está sendo implementada a partir de uma intersetorização do governo e da iniciativa privada.

Para o secretário chefe da Casa Civil, Luís Fernando Silva, o programa já está sendo desenvolvido na prática. “Pelo menos, 5.600 jovens estão sendo formados na Região Tocantina para ocuparem vagas abertas pela Suzano Celulose”, revelou. A empresa está investindo R$ 20 milhões para qualificar mão de obra em Imperatriz.

PERSPECTIVA DE TRABALHO

Os jovens que participaram do lançamento do programa se mostraram otimistas em relação ao futuro. É o caso de Ercília Thaynara Silva de Sousa, que teve uma rápida experiência profissional como vendedora, mas ainda procura um trabalho com carteira assinada. “Minha expectativa é ter um bom emprego e espero que o programa atenda a todos os jovens”, revelou.

Para o estudante, David Pavão o maranhense precisa se preparar para ocupar a vaga de trabalho que é sua. “Espero esse apoio do governo, pois não vou deixar ninguém ficar com a minha vaga de trabalho”, ressaltou.

COMO SE CADASTRAR PARA PARTICIPAR DO PROGRAMA MARANHÃO PROFISSIONAL

Os interessados podem se inscrever pela internet no site do Maranhão Profissional. Para acessar clique no link www.ma.gov.br/maranhaoprofissional (ao acessar, no menú do lado esquerdo, clique em Cadastro). Para quem não tiver acesso à internet, será disponibilizado atendimento nos espaços Viva Cidadão e nas Agências do Sine. Em Bacabal, o Sistema Nacional de Emprego (Sine) está localizado na Rua Getúlio Vargas, Centro, ao lado do Banco Bradesco.
________________
Referência: Assessoria de Comunicação do Governo do Maranhão.


RECOMENDE ESTA NOTÍCIA PARA SEUS AMIGOS NO FACEBOOK


CADASTRE SEU E-MAIL E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES DO SITE
COMENTE ESTA NOTÍCIA COM SEU PERFIL DO FACEBOOK OU SE PREFERIR, MAIS ABAIXO COM SEU PERFIL DO GOOGLE/BLOGGER - REGRAS: Não é permitido comentário sem identificação. Comentários feitos com conta Fake ou conta do Google do tipo Unknow (Desconhecido) não serão publicados. Todos os comentários são moderados previamente, por isso, não repita o mesmo comentário, pois ele só vai aparecer aqui após aprovação. Comentários com acusações e/ou palavras de baixo calão também serão imediatamente deletados e, se for o caso, o perfil pode até ser banido e não mais permitido que publique nenhum comentário. Também não é permitido comentário com nenhum tipo de publicidade.

0 comentários: