quarta-feira, 6 de abril de 2011

Greve dos professores do MA continua, decisão de ministro do STF ainda não é definitiva

A decisão de que a greve dos professores do maranhão é ilgal tomada pelo Ministro do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lawandowski, nada muda em relação ao movimento grevista, pois a decisão é monocrática, ou seja, na sua ótica e é uma decisão temporária, não é uma decisão do Tribunal, pois ainda não foi para os outros ministros apreciarem na Corte.

A Greve só poderá ser decretada como ilegal, quando for votada na Corte Suprema, o que ainda não tem a data marcada. Portanto, aos grevistas educadores, a GREVE CONTINUA.


Querem de qualquer forma, conturbar a opinião pública e esfacelar o movimento paredista da categoria. O Governo maranhense não senta para negociar com os educadores, e tenta jogar para a mídia comprada que estão negociando com a classe. É mentira. Querem ganhar no tapetão, coisa tão normal para o governo que aí está.

A decisão final que decidirá se a greve é ilegal ou não, ainda não foi concluída, falta decisão dos outros Ministros do Supremo.
________________
Referência: O Vianense.


RECOMENDE ESTA NOTÍCIA PARA SEUS AMIGOS NO FACEBOOK
CADASTRE SEU E-MAIL E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES DO SITE
COMENTE ESTA NOTÍCIA COM SEU PERFIL DO FACEBOOK OU SE PREFERIR, MAIS ABAIXO COM SEU PERFIL DO GOOGLE/BLOGGER - REGRAS: Não é permitido comentário sem identificação. Comentários feitos com conta Fake ou conta do Google do tipo Unknow (Desconhecido) não serão publicados. Todos os comentários são moderados previamente, por isso, não repita o mesmo comentário, pois ele só vai aparecer aqui após aprovação. Comentários com acusações e/ou palavras de baixo calão também serão imediatamente deletados e, se for o caso, o perfil pode até ser banido e não mais permitido que publique nenhum comentário. Também não é permitido comentário com nenhum tipo de publicidade.

Um comentário:

  1. Caríssimo companheiro,

    Obrigado pela referência, as informações foram de um jurista pesquisado pelo Blog.

    Vamos aguardar o desenrolar da novela.

    Abraço!

    ResponderExcluir