sexta-feira, 25 de março de 2011

Celas do 1º DP de Bacabal estão em nivel médio de superlotação - Por Liliane Braga*

Parece que toda aquela confusão sobre a carceragem da delegacia do 1º Distrito Policial de Bacabal no mês de fevereiro não resultou em muita coisa: presos transferidos, presos liberados, celas interditadas, celas reformadas e desinterditadas...

Houve até uma visita que parecia ser a solução de tudo. O secretário de segurança do Maranhão, Aluísio Mendes, disse no prazo máximo de 6 meses o presidio-modelo da cidade de Bacabal estaria construído e pronto para receber toda demanda de presos da região. A visita aconteceu no dia 22 de fevereiro e, de lá para cá, um mês já se passou e o que se vê é a iminente superlotação das celas provisórias (ou não) do 1º DP. A construção do presídio ainda não começou.


Em uma reportagem produzida pela pessoa que vos escreve para o programa de tv onde trabalho, pude constatar que a não construção do presídio é um agravante sério; pelo menos 20 homens dividem um espaço desumano que comportaria, ainda com muito esforço, apenas 12 detentos. É triste, mas é verdade.

Somente uma coisa essa humilde repórter vos afirma: breve, mas muito em breve, Bacabal estará novamente nas manchetes nacionais. Com ou sem presídio.
________________
*Liliane Braga - repórter do programa Ronda da Cidade da Tv Mearim (Band) de Bacabal.


RECOMENDE ESTA NOTÍCIA PARA SEUS AMIGOS NO FACEBOOK


CADASTRE SEU E-MAIL E RECEBA AS ATUALIZAÇÕES DO SITE
COMENTE ESTA NOTÍCIA COM SEU PERFIL DO FACEBOOK OU SE PREFERIR, MAIS ABAIXO COM SEU PERFIL DO GOOGLE/BLOGGER - REGRAS: Não é permitido comentário sem identificação. Comentários feitos com conta Fake ou conta do Google do tipo Unknow (Desconhecido) não serão publicados. Todos os comentários são moderados previamente, por isso, não repita o mesmo comentário, pois ele só vai aparecer aqui após aprovação. Comentários com acusações e/ou palavras de baixo calão também serão imediatamente deletados e, se for o caso, o perfil pode até ser banido e não mais permitido que publique nenhum comentário. Também não é permitido comentário com nenhum tipo de publicidade.

0 comentários: