O que você está procurando neste site? Faça uma PESQUISA na caixa abaixo:

A vida dos negros albinos na África

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Essa postagem mostra como é a vida da população negra albina na África. Através de textos e imagens, você vai ver e entender como é a discriminação e a perseguição de quem é albino no continente africano.

Albinismo, do latim "albus", que significa branco, é uma condição genética hereditária e caracterizada pela ausência de melanina na pele, olhos e cabelo, assim, pode afetar todas as raças, sem distinção. Melanina é a substãncia que dá cor à pele.

A pura ignorância, a superstição e o grande preconceito social, tornaram os albinos africanos pessoas marginalizadas e prisioneiras dos que acreditam que certas partes do seu corpo trazem boa sorte. Por isso, albinos africanos são amputados e/ou mortos por cangues para terem partes do corpo transformadas em amuletos.
IMAGEM - Negro albino na África
IMAGEM - Uma família negra africana com filhos albinos
Uma família negra africana com filhos albinos
IMAGEM - Albinismo
IMAGEM - Albinismo
Logo após o nascimento de uma criança albina, elas são rejeitadas. Geralmente por seus pais que os abandonam e as suas mães, que são responsabilizadas pela condição fragilizada da criança.
IMAGEM - Albinismo
IMAGEM - Albinismo
Albinos têm dificuldade na escola para ver o quadro-negro. Professores e colegas os discriminam e insultam. Encontrar trabalho é difícil, eles são marginalizados. Sofrem problemas de visão e o sol africano inclemente lhes causa sofrimento, causando ulcerações e queimaduras. Muitos jovens morrem de câncer de pele. Não é fácil ser albino na maioria dos países africanos, muitos dos quais, particularmente nas zonas rurais, explicam a sua falta de pigmentação por uma maldição que paira sobre a família.
IMAGEM - Albino sem óculos na escola
Albino sem óculos na escola
Falta de condições financeiras fazem com que os albinos africanos não usem óculos, apesar de terem problema na vista.
IMAGEM - Albinismo
IMAGEM - Albinismo
IMAGEM - Albinismo
A população albina na na África é maior do que em qualquer outro lugar do mundo. Por serem tão numerosos, os primeiros colonos portugueses os classificaram como uma raça à parte. Na Europa a taxa de albinismo é um para cada 17.000 pessoas, na África chega a 2.000 ou 5.000, dependendo do país. Uma a cada 70 pessoas é portador do gene. Se o seu parceiro também é um portador, sua prole terá maior chance de ser albino.
IMAGEM - Albinismo
Albinos são "peças cobiçadas” pelas bruxas. As pernas, braços, pele, língua, e cabelos de albinos valem milhares de dólares. Os curandeiros os utilizam para "curar doenças" e para prometer fortuna. Uma das crenças africanas mais arraigadas garante que se você beber o sangue de um albino vai ganhar muito dinheiro.

O perverso ritual inclui a queima de barracos das vítimas. Os assassinos recebem, em troca, uma ou duas vacas, que lhes são dadas pelos líderes da comunidade pelo seu bom trabalho prestado.
IMAGEM - Bibiana
Bibiana
Uma das vítimas dessa perversidade é Bibiana. Ela foi amputada à noite por pessoas que acreditam que partes do seu corpo albino, usado em conjunto com outros medicamentos tradicionais, podem ajudá-los a ficar ricos em mineração e nas indústrias pesqueiras. As pessoas que atacaram e amputaram a perna de Bibiana foram presas.
IMAGEM - Bibiana e sua irmã Tendyebua
Bibiana, de 10 anos, e sua irmã Tendyebua, de 8, em um hospital de Gaita, Tanzânia
IMAGEM - Bibiana na cadeira de rodas
Bibiana na cadeira de rodas
IMAGEM - Bibiana
O presidente de associação Mwanzas Albina, Alfred Kapole, ajuda Bibiana a caminhar
Para proteger os albinos, organizações internacionais abriram acampamentos especiais, onde os negros albinos podem viver com maior segurança.
IMAGEM - Acampamento albino
IMAGEM - Acampamento albino
Acampamento albino
IMAGEM - Albinismo
Os albinos que conseguem sobreviver neste ambiente tão hostil, para continuarem vivendo, têm que trabalhar sob o escaldante sol africano, ficando irremediavelmente doentes de câncer de pele. A média anual estimada é de cerca de uma centena de assassinatos, e até agora as autoridades acreditam que, desde os anos oitentas, foram mortos mais de três mil albinos em crimes cometidos com lanças e facões.
IMAGEM - Albino em tratamento médico
Um dermatologista aplica um tratamento à base de crioterapia em uma criança albina que apresenta uma queratose actínica, uma lesão pre-cancerígena
IMAGEM - Albinismo
IMAGEM - Albino refugiado
Este negro albino chegou de barco a Tenerife pedindo asilo para escapar dos bruxos
O governo da Tanzânia proibiu o curanderismo, para impedir a caça dos albinos. Mas a questão é, o que acontece no resto da África? Algumas ONGs estão a trabalhar muito para chamar a atenção para estas redes criminosas.
IMAGEM - Albinismo
Essa é a realidade dos albinos na Àfrica. E agora que você a conhece, ajude-me a fazer com que outras pessoas também conheçam!

Castro Digital | Artigos recentes:

35 comentários:

  1. Olá, amigo Castro!

    É lamentável como o preconceito está em todos os lugares e em todas as sociedades. Devemos respeitar as diferenças, ninguém é igual a outra pessoa, então por que espanto ou se comportar de forma diferente diante de uma pessoas que destoa das outras pessoas? Devemos respeitar a todos, independente de que tipo a pessoa seja.

    Abraços

    Francisco Castro

    ResponderExcluir
  2. Imagino como deve ser doloroso viver e conviver em um lugar onde + doque nunca vc é diferente de tds e por este motivo é perseguido..

    ResponderExcluir
  3. Vai parecer um comentário estúpido, mas quando vejo coisas assim penso que Hitler tinha razão. Infelizmente. Se tratam como animais pré-históricos mesmo. Guerras de etnias e tribos. Que barbaridade!

    ResponderExcluir
  4. Ei Castro, me desculpe, depois fui ver que este tópico é sério ! Pensei que era algum tipo de brincadeira, igual ao "Não salvo". Abraços. Não me leve à mal...

    ResponderExcluir
  5. Está claro que trata-se de fruto da ignorância, devido à falta absoluta de informaçao quanto ao resto do mundo. Na Nigéria, onde estive por quase dois anos -- e acredito que na maior parte da África -- quando eu andava nas ruas de uma cidade do interior, por exemplo, onde poucos brancos chegavam, formava-se uma fila de crianças, seguindo-me, e gritando "ô-ibô, ô-ibô", que quer dizer homem amarelo. Riam e se divertiam muitíssimo. Penso que imaginavam que todo o resto do mundo era de raça negra. E eu nao sou albino, apenas de pele mais clara do que a deles. Imagino o que seria para uma pobre criança albina naqueles lugares.
    PCVaz

    ResponderExcluir
  6. Tudo isso é muito triste, mas, infelismente é a realidade dessas pessoas AlBINAS na Africa.
    O pior de tudo, que além do preconceito e do abandono dos pais, são mutilados para servirem de amuleto por pessoas frias, crueis, assassinas (sim! Assassinas!), que não tem Deus no coração. Meu Deus! O que uma pessoas é capaz de fazer para ter riquezas.
    Nessas horas, fico pensando: "Será que devo mesmo ser contra à pena de morte?"
    Oh Deus! Me perdoa se estiver errada.

    Um abraço para você castro.

    ResponderExcluir
  7. Isso é que é ignorancia. Como pode isso, partes de pessoas servirem de objeto para dar sorte. Mas é dificil mostrar que não é assim, ja que isso é algum tipo de crença la na Africa. O amor e a quebra de preconceito nao é facil de se propagar, mas a desumanidade, a ignorancia, a estupidez e o desamor ao proximo, isso sim se espalha como papel picado e jogado de cima de uma montanha.

    Infelizmente isso existe!
    Abraço e desejamos que isso mude!!!

    ResponderExcluir
  8. nesse artigo tive o conhecimento que esse mundo está cada vez mais atroz, a maldade existe, o preconceito. Fiquei chocada, pois existem pessoas albinas sofrendo, o que não deve passar pelas suas mentes. MEU DEUS, como é espantoso que crimes como esses aconteçam, violando assim os direitos humanos e a dignidade dessas pesoas

    ResponderExcluir
  9. Adriana Ribeiro Jd Cidália - Cid Ademar - SP7 de março de 2010 21:50

    Enquando o governo da Africa não tomar uma atitude mais séria e condenar todas as pessoas mesmo as do "ALTO PODER" os PODEROSOS .. isto continuará acontecendo infelizmente. A ignorância e a maldade ainda prevalece forte em mtos Países ... principalmente lá ... onde a miséria, doença e a falta de amor ao próximo é quase nula.
    Graças a Deus existe Essa ONG q trabalha em favor de amor ao próximo.

    ResponderExcluir
  10. A paz do senhor jesus cristo, sou pr. evangelico a treze anos e vinte anos de fe.e lamentavel como as pessoas fazen ancepição dos seres humanos. a verdade e porque o homem natural não entende as coisas espirituais, este mundo não tem jeito nos não somos daqui e não viemos para ficar.caro amigo se você ainda não e evangelico, aceite jesus como unico salvador de sua vida, pois ele esta voltando e temos que esta preparados para a sua vinda. Pr. Junior Lopes.

    ResponderExcluir
  11. Boa tarde.
    Essa reportagem foi muito bem elaborada, parabenizo a você Castro, por mostrar as pessoas que isso é mais um sofrimento que os Africanos passam, não chamo isso de preconceito,mais sim falta de conhecimento,a África é de tradições que vem de geração em geração e eles crescem assim. O que as ONGs tem feito é muito louvável, mais a luta não é fácil, mostrar a eles que isso não passa de alguma forma que isso é só crendices que não leva a lugar nenhum demora muito tempo e tem vez que nem conseguem fazer com que mudem de opinião.
    E não concordo que Hitler tinha razão, pois se ele tivesse razão não existia mais nenhum Judeu, nem Negros, nem Índios...

    ResponderExcluir
  12. jente o preconceito ainda existe é muito dificil ver pessoas sofrendo .

    ResponderExcluir
  13. jente olhemos as condiçoes dessas crianças sem ter oportunidade de viver muitas vezes até a familia os abondonam a que elas vao pedir apoio se nen seus familiares ajudan nesse momento é muito triste porque tratase ,de crianças e pessoas indefesas doi muito .espero que um dia alguén tome uma atitude e mude essa historia.

    ResponderExcluir
  14. Infelizmente o preconceito existe e e' cruel....qto ao governo africano tomar qualquer atitude, acredito que jamais aconteca...O que esta por traz da pobreza, da fome, do preconceito, da doença gera lucros exorbitantes para poucos $$$$.
    Que especie de seres nos somos qdo nao podemos mudar essas atitudes....muitas vezes assim como muitos me deprimo, sofro, mas infelizmente sozinha nao faço nada...ninguem faz, o jeito e' pedir pela misericordia de Deus para com as pessoas mais desprotegidas do que nos e fazer o que esta ao nosso alcance, mesmo que seja pouco.

    ResponderExcluir
  15. Nossa to chocada com tudo isso que eu li, nunca imaginei esse tipo de situacao.

    ResponderExcluir
  16. Muito triste gente, que Deus ajude esses seres.

    ResponderExcluir
  17. somos criaturas de nossas proprias misturas,devemos olhar o outro com mas amor e respeito.SER DIFERENTE É SER NORMAL

    ResponderExcluir
  18. Por isso que assim que eu me formar vou cuidar dessas pessoas.

    ResponderExcluir
  19. nossa e triste ...eles naum tem culpa de serem assim e ainda o povo teim preconceito ....naum imaginava q era assim...deus ajude eles !

    ResponderExcluir
  20. O SOL NASCE PARA TODOS...

    ResponderExcluir
  21. kd. a onu e o pessoal do direitos humanos nao fazem nada so fecha os olhos para a dura realidade em que vivi este ser humanos

    ResponderExcluir
  22. oLÁ
    Estarei expondo alguns trabalhos na semana da conciencia negra (sou artista plastica...pintei um trabalho referente o albinismo na africa)
    estarei utilizando o seu texto para divulgar as atrocidades e informar a população sobre esse infeliz ideia que se tem sobre o albinismo, espero que vc não se incomode com isso, estarei divulgando seu nome e seu trabalho na net...caso queira entrar em contato...visite meu blog
    www.artmakena.blogspot.com
    minha tela com o titulo kitoto (criança preciosa)
    um abraço e parabens pelo seu trabalho
    Elisa Faccin

    ResponderExcluir
  23. Perceberam isto ? Os Albinos e os negros possuem uma coisa em comum, não, duas coisas, ambos sofrem de preconceito por sua cor e ambos nascem sofrendo, os albinos mais que os negros, pois os negros ainda sobrevivem em baixo do sol e de quebra os albinos ainda tem que sofrer a descriminação que os próprios negros infligem aos albinos.
    Puts, é um povo mais desgraçado que o outro '-' E eu aposto que o povo branco não discrimina os albinos! Isso é uma barbárie.
    Naturalmente, comentário escrito por um branco '-'

    ResponderExcluir
  24. eu axei terrivel isto que fazem com os albino eles deveriam pelo governo da africa ter um tratamento e deveriam ser pessoas especiais isto ai que acabei de ver é terrivel isto que fazem com os albinos é anti-gente

    lucas alves

    ResponderExcluir
  25. olha q tem gente com a vida otima reclama e ñ da valor muito triste isso!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  26. isso e muito triste dê valor nas coisas mais maravilhosa do mundo que e nossa vida!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  27. O meu especial agradecimento. Para ti Castro. Sem comentario sou da raça albina.
    Ildo Miguel Guilamba

    ResponderExcluir
  28. O obrigado vai para todos que nos ajudam directo ou indirectamente e em especial para Castro

    ResponderExcluir
  29. Tenho a honra de agradecer a todos voces que nos ajudam directo ou indirectamente, continuem com esses bondosos coraçôes, e em especial agradecer ao Castro pela reportagem. Dizer que, foi do meu imenso prazer ver e perceber a reportagem, tenho agora o conhecimento de que existem alguns da raça diferente que dam valor a raça albina. O meu obrigado para todos que compartilharam a reportagem.

    ResponderExcluir
  30. Essa é a realidade, é bom estarmos bem informados sobre as dificuldades de nossos povos, meus irmãos!!!

    ResponderExcluir
  31. agente pensa que é em outro mundo. isso mesmo lamentavel.

    ResponderExcluir

  ©Castro Digital | Bacabal - MA - Todos os direitos reservados.

Topo